Carreira

8 hábitos para você ganhar produtividade

Nada sabota mais a sua produtividade do que hábitos negativos. Eles são traiçoeiros e o assombram lentamente, sem que você note o dano que estão causando.

Esses hábitos negativos deixam sua produção mais lenta, diminuem sua precisão e pioram seu desempenho. Portanto, controlar esses pontos ruins do seu cotidiano é algo crítico – e não apenas para sua produtividade. Um estudo da Universidade de Minnesota descobriu que pessoas que têm um alto grau de autocontrole tendem a ser muito mais felizes em relação às pessoas que não são assim, tanto momentaneamente quanto no longo prazo.

LEIA MAIS: 8 passos para descobrir a carreira alternativa ideal para você

Veja na galeria de fotos alguns hábitos negativos que você deve excluir em prol da produtividade:

  • Usar celular, tablet ou computador na cama

    A maioria das pessoas não percebe o impacto que este hábito tem no sono e na produtividade. A luz azul emitida por esses dispositivos têm um papel importante no seu humor, nos níveis de energia e na qualidade do sono. Durante a manhã, o sol contém altos níveis de concentração dessa mesma luz. Quando nossos olhos são expostos a ela diretamente, a luz azul diminuiu a produção noturna de melatonina, e isso faz com que seu corpo fique em alerta. Durante a tarde, o sol diminui a intensidade dessa mesma luz, o que permite que seu corpo produza melatonina e você se sinta sonolento.

    Grande parte dos dispositivos produz essa luz azul que, em contato direto com rosto, é muito nociva. E como todos sabem, uma noite ruim de sono tem efeitos desastrosos na produtividade. A melhor coisa a fazer é evitar esses aparelhos depois do jantar (a televisão não apresenta danos para a maioria das pessoas, desde que elas se sentem a uma distância apropriada da tela).

  • Navegar impulsivamente – e desnecessariamente – pela internet

    É necessário aproximadamente 15 minutos consecutivos de foco antes de conseguir se dedicar completamente a uma tarefa. Uma vez que você consegue, você se encontra em um estado eufórico de aumento de produtividade chamado de “fluxo”. Pesquisas mostram que pessoas em estado de fluxo são cinco vezes mais produtivas do que seriam caso não estivessem nessa condição. Portanto, quando você se distrai da sua atividade para fazer coisas como checar as notícias, o Facebook, ver resultados de jogos ou qualquer outra atividade do tipo, seu fluxo é interrompido.

  • Ser perfeccionista

    A maioria dos escritores passa inúmeras horas pensando sobre personagens e histórias, e eles podem até escrever páginas e páginas sabendo que nada daquilo estará, de fato, no livro. Eles fazem isso porque sabem que as ideias demoram um certo tempo para se desenvolverem. Nós tendemos a ter dificuldades na hora de começar uma atividade porque sabemos que nossas ideias não são perfeitas e o que produzimos pode não ser bom o suficiente. Mas como você pode produzir algo bom se você não começar e não der tempo para sua ideias se desenvolverem? O autor Jodi Picoult resumiu perfeitamente bem a importância de evitar o perfeccionismo: “Você pode editar uma página ruim, mas não pode editar uma página em branco”.

  • Participar de encontros e reuniões

    Reuniões tomam um tempo precioso da nossa rotina. Pessoas produtivas evitam reuniões ao máximo. Elas sabem que esses encontros demoram para acabar, então, quando são obrigadas a comparecer, deixam claro sua intenção de seguir o cronograma. Isso define uma limite claro que motiva todos a serem mais focados e eficientes.

  • Responder e-mails assim que eles aparecem

    Pessoas produtivas não permitem que sua caixa de emails seja uma constante interrupção. Checar e-mails está no seu cronograma, e eles tiram vantagem de ferramentas que priorizam as mensagens de acordo com quem as enviou. Elas também colocam alertas para seus vendedores mais importantes e seus melhores clientes, e guardam o resto das mensagens para depois que conseguirem terminar suas atividades no trabalho. Algumas pessoas até colocam respostas automáticas que informam os destinatários que a mensagem será lida mais tarde.

  • Acionar o modo “soneca” do despertador

    Quando você dorme, seu cérebro move-se em direção a uma série de ciclos elaborados, e o último deles faz com que você fique em alerta para quando chegar a hora de acordar. Este é o motivo pelo qual, às vezes, você acorda logo antes do seu despertador tocar – seu cérebro sabe que é hora de acordar e está pronto para isso. Entretanto, quando você aciona o modo “soneca” e vai dormir, você perde esse senso de alerta e acorda atrasado, cansado e sonolento. Além disso, esse sentimento pode demorar horas para sumir. Portanto, não importa o quanto você esteja cansado quando seu alarme tocar, esforce-se para sair da cama e ter uma manhã produtiva.

  • Tentar ser multitarefa

    Este é o maior obstáculo à produtividade. Uma pesquisa conduzida pela Universidade de Stanford confirmou que tentar ser multitarefas é menos produtivo do que realizar uma atividade por vez. Os pesquisadores descobriram que as pessoas que são regularmente bombardeadas com vários fluxos de informações eletrônicas não conseguem prestar atenção, lembrar de informações ou mudar de uma atividade para outra, diferentemente das pessoas que realizam uma tarefa de cada vez. Quando você tenta fazer duas coisas ao mesmo tempo, seu cérebro não tem a capacidade de realizar ambas as tarefas com sucesso.

  • Deixar as tarefas difíceis para o final do dia

    As pessoas têm uma quantidade limitada de energia mental, e quanto mais esgotamos essa energia, mais a habilidade de tomar decisões e a produtividade diminuem. Isso é chamado de fadiga de decisão. Quando você adia tarefas difíceis até tarde, você acaba tendo que realizá-las no seu pior momento do dia. Para vencer esse problema, você deve enfrentar tarefas complexas pela manhã, quando sua mente está fresca.

Usar celular, tablet ou computador na cama

A maioria das pessoas não percebe o impacto que este hábito tem no sono e na produtividade. A luz azul emitida por esses dispositivos têm um papel importante no seu humor, nos níveis de energia e na qualidade do sono. Durante a manhã, o sol contém altos níveis de concentração dessa mesma luz. Quando nossos olhos são expostos a ela diretamente, a luz azul diminuiu a produção noturna de melatonina, e isso faz com que seu corpo fique em alerta. Durante a tarde, o sol diminui a intensidade dessa mesma luz, o que permite que seu corpo produza melatonina e você se sinta sonolento.

Grande parte dos dispositivos produz essa luz azul que, em contato direto com rosto, é muito nociva. E como todos sabem, uma noite ruim de sono tem efeitos desastrosos na produtividade. A melhor coisa a fazer é evitar esses aparelhos depois do jantar (a televisão não apresenta danos para a maioria das pessoas, desde que elas se sentem a uma distância apropriada da tela).

Comentários
Topo