Pessoas que juram são mais honestas, aponta estudo

Blog da Redação

juramento

Pessoas que costumam fazer juramentos tendem a ser mais íntegras (iStock)

Muitas vezes juramentos podem ser considerados vulgares e indelicados. Entretanto, um estudo revelou um novo atributo positivo para esse costume. De acordo com a pesquisa publicada pelo “Medical Day”, as pessoas tendem a fazer juramentos com o objetivo de se expressarem melhor, em vez de causarem mal para outras pessoas, e quanto mais individual for o juramento, mais honesto ele tende a ser.

Os pesquisadores descobriram que, quando as pessoas falam mentiras, elas geralmente utilizam pronomes na terceira pessoa e palavras negativas no seu discurso. Já as pessoas honestas fazem mais juramentos. De acordo com os pesquisadores, juramentos muitas vezes são utilizados para expressar sentimos individuais, e pessoas que fazem isso regularmente tendem a falar com maior honestidade, de acordo com uma reportagem do jornal norte-americano “The Independent”.

LEIA MAIS: 11 curiosidades sobre os bilionários brasileiros

“As descobertas sugerem que a relação positiva entre juramento e honestidade é enorme, e que a relação encontrada no nível individual realmente se traduz no nível da sociedade”, diz o estudo.

Para o relatório, os pesquisadores internacionais perguntaram para um grupo de 276 participantes sobre hábitos de juramentos, e o quão honesto eles eram dependendo da situação. Além disso, eles analisaram a atualização de status de mais de 73.000 usuários do Facebook, medindo a honestidade e o quanto elas juram. Em um segundo estudo, a mesma equipe utilizou dados mais antigos para comparar os níveis de integridade das pessoas de diferentes Estados norte-americanos e qual a frequência desses juramentos. Todos os experimentos tinham o mesmo resultado: a honestidade estava associada à níveis altos e frequentes de juramentos.

LEIA TAMBÉM: “Pós-verdade” é escolhida a palavra do ano pelo Dicionário Oxford

Pesquisas mais antigas sugerem que juramentos também são um sinal de aumento de inteligência. Um estudo realizado no ano passado descobriu que indivíduos com níveis altos de inteligência verbal, que é a inteligência associada com a linguagem oral, tendem a usar mais palavras de juramentos.

“A influência de tabus ou ‘palavras de juramentos” estão correlacionadas de modo positivo com a influência verbal no geral”, afirma o Dr. Timothy Jay, do departamento de psicologia no curso de das artes liberais na Faculdade de Massachusetts e autor do estudo previamente dito no “Medical Day”.