Fotos

10 países que mais ganharam com investidores corporativos em 2016

De acordo com a pesquisa anual de investimentos estrangeiros diretos, da empresa de consultoria empresarial A.T. Kearney, os investidores atualmente voltam sua atenção para as economias mais desenvolvidas da América do Norte e da Europa, devido às grandes incertezas em muitos mercados emergentes.

LEIA MAIS: 10 países onde as pessoas são mais felizes

O investimento estrangeiro direto (IED) é o capital externo aplicado na estrutura produtiva de um país, ou seja, em empresas já existentes ou em novas organizações. Veja na galeria de fotos os 10 países que mais ganharam com investimentos corporativos em 2016:

  • 1º) Estados Unidos

    O país ocupa a primeira posição pelo quarto ano consecutivo. A economia norte-americana se mostra resistente aos riscos que outras nações enfrentam.

  • 2º) China

    O país está na segunda posição pelo quarto ano consecutivo e atrai grandes investidores. Executivos de todas as indústrias, setores de serviços e empresas de TI consideram a China um dos melhores lugares para investir a longo prazo.

  • 3º) Canadá

    O país subiu uma posição e chegou ao terceiro lugar, de acordo com a pesquisa. Reformas muito esperadas do “Investment Canada Act” (“Lei de Investimento do Canadá”, em tradução livre) tornam o Canadá um destino cada vez mais atrativo.

  • 4º) Alemanha

    É o país europeu com a melhor colocação e está na sua melhor posição em 14 anos. O enfraquecimento do euro tornou a exportação mais competitiva e reduziu o custo para investidores estrangeiros. O mesmo aconteceu na maioria dos países da Europa Ocidental.

  • 5º) Reino Unido

    A região caiu duas colocações desde 2015, mas mesmo assim se mantém no Top 5, segundo a pesquisa. No entanto, sua decisão de sair da União Européia poderia reduzir o crescimento de investimentos estrangeiros futuros.

  • 6º) Japão

    O país subiu uma posição neste ano, e alcançou o sexto lugar, sua melhor colocação até agora. O governo está determinado a investir em ações para aumentar investimentos estrangeiros diretos de 17,8 trilhões de ienes, em 2015, para 35 trilhões de ienes até 2020.

  • 7º) Austrália

    Investidores estrangeiros estão otimistas em relação ao ambiente de negócios do país, apesar de o governo não dar sinais claros sobre sua política para a abertura para investimentos de outras nações, após rejeitar a proposta chinesa para terras agrícolas, em abril do ano passado.

  • 8º) França

    O país se mantém na oitava posição, de acordo com o relatório. A campanha “Creative France” (“França Criativa”, em tradução livre) tem como alvo os investidores de 10 países-chave, incluindo o Reino Unido, a Alemanha, o Japão, CIngapura e os Emirados Árabes Unidos.

  • 9º) Índia

    O crescimento da região demonstra o aumento de sua atratividade para investidores estrangeiros. Reformas como a iniciativa “Make in India” (“Faça na Índia”, em tradução livre) destacam o interesse do governo em atrair capital estrangeiro, afirma a A.T. Kearney.

  • 10º) Cingapura

    Embora no décimo lugar, é o país que mais ganhou com esses investimentos, segundo o estudo. Os investidores da região Ásia-Pacífico e a indústria de Tecnologia da Informação são os mais interessados em investir em Cingapura.

1º) Estados Unidos

O país ocupa a primeira posição pelo quarto ano consecutivo. A economia norte-americana se mostra resistente aos riscos que outras nações enfrentam.

Comentários
Topo