Instagrammer profissional fatura até R$ 12 mil por mês – Forbes Brasil
Lifestyle

Instagrammer profissional fatura até R$ 12 mil por mês

Já pensou em ganhar muito dinheiro viajando pelo mundo e postando fotos em uma rede social? Você já deve conhecer o Instagram, aplicativo de compartilhamento de fotos que conquistou pessoas do mundo todo. Mas e se ele não servisse apenas para lazer e diversão? E se você pudesse faturar com ele? Esta é uma realidade comum para algumas pessoas.

Instagrammer profissional é o trabalho de Paulo Del Valle, fotógrafo de 25 anos. Apesar de ainda ser pouco conhecida no Brasil, a profissão tem feito sucesso em países como Austrália e Estados Unidos. Paulo é o primeiro brasileiro a aderir a esta nova forma de ganhar dinheiro. Mas afinal, o que faz um instagrammer profissional? Empresas, órgãos e até mesmo o governo contratam estes profissionais para promoverem seus produtos e pontos turísticos em seus perfis no Instagram.

“Tudo começou em 2011. Eu era fotógrafo e meu amigo me indicou o Instagram dizendo que era uma oportunidade de mostrar meu trabalho”, conta o instagrammer. “Eu decidi tentar. Um ano e meio depois o próprio Instagram entrou em contato comigo por conta das fotos que eu postava”.

A partir deste contato, a rede social adicionou o perfil de Paulo em uma lista de “usuários sugeridos” e o número de seguidores não parou de subir. “O que mais os atraiu na minha conta foi que eu tinha uma visão diferente sobre as fotos mais comuns. É isso que é preciso: tirar fotos legais com um ponto de vista diferente”. Ele, que tinha uma marca de roupas com os amigos, decidiu então se dedicar inteiramente à profissão que havia acabado de conhecer.

Neste ano, Paulo já viajou a trabalho para lugares como Austrália, Israel, Dubai, Estados Unidos e Florianópolis. Em Salvador, realizou um trabalho para a Nike na Copa do Mundo. “O conteúdo que promovemos para as marcas não são propagandas descaradas”, afirma Paulo. “O conteúdo é bem discreto para que as pessoas também apreciem a foto.”

Carioca, e agora estudante de design, Paulo afirma que pretende seguir na profissão até quando o Instagram permitir. “Eu estou aproveitando o momento da rede social o máximo que posso. Não sei até quando vai durar tudo isso”. Por fim, Paulo não hesita em falar sobre dinheiro: “A quantia varia muito. Minha renda fixa é de mais ou menos R$ 8.000 por mês. Dependendo dos trabalhos que eu faço, chego a ganhar R$ 12.000.”

Quem sabe, agora, você começa a dar mais atenção para as fotos que posta no Instagram.

Conheça um pouco mais sobre o trabalho do primeiro instagrammer profissional do Brasil: http://instagram.com/paulodelvalle

Topo