10 maiores tendências para design de interiores em 2017

Redação

As maiores tendências arquitetônicas e do mundo da decoração de 2017 já foram lançadas. Casas com comando de voz, entre outras tecnologias luxuosas, prometem ser o centro das atenções daqueles que são apaixonados por design.

LEIA MAIS: 5 melhores shoppings de Dubai

Veja na galeria de fotos as 10 maiores tendências para design de interiores em 2017:

  • Bronze e brilho acetinado

    Os acabamentos em cetim ou em peças de bronze são tendências que estão voltando nos últimos anos. Eles têm a capacidade de trazer brilho e elegância para os ambientes. Recentemente, designers como Elizabeth Lawson estão dispensando os acabamentos mais reflexivos e polidos e adotando peças mais neutras e mornas.

    “Eu gosto especialmente de acabamentos em bronze ou acetinados porque é transitório e pode complementar muitos estilos”, afirma Lawson, que utiliza a técnica na cozinha da imagem. “Ele fica lindo com quase todas as cores. Eu acho que vamos continuar a ver cômodos com esse acabamento por algum tempo e possivelmente combinado com outros acabamentos para um ambiente mais eclético”.

  • Assistentes ativados por voz

    Há muitos assuntos envolvendo assistente de voz em casas nos últimos tempos. O economista-chefe da empresa de tecnologia Consumer Technology Association, Shawn DuBravac, que se apresenta no Consumer Eletronics Show todos os anos em Las Vegas, (evento que ocorreu entre os dia 5 e 8 de janeiro neste ano) afirma que essa será uma grande tendência em 2017.
    O dispositivo inteligente Alexa, da Amazon, funciona como uma interface ativada por voz para muitos dispositivos domésticos inteligentes. O assistente de voz do Google Home também já teve seu lançamento e é um dos concorrentes para essa nova tecnologia.

    Essas ferramentas trabalham através da ativação de frases como “Alexa” ou “OK Google”. Quando instalados na casa, esses dispositivos estão sempre ligados, mas em um estado de “dormência”. Basta o dono do local dizer a frase de ativação e o dispositivo é acionado. O usuário pode pedir para ele fornecer informações sobre o tempo, para colocar alguma música no Spotify, ligar as luzes ou encher a banheira com água quente.

    No início do ano passado, a Amazon abriu sua plataforma para terceiros e desde então adicionou centenas de outras ferramentas integradas para companhias de aparelhos para casa inteligentes, como a Lutron, Crestron, Philips Hue, Wemo, Honeywell, Nest, Samsung Smart Home e até outros tipos de serviços, como a Uber, a Domino’s, a NPR, entre outros.

    A Google Home acabou de lançar seu sistema de assistência de ativação de voz, e DuBravac afirma que espera que a companhia abra a plataforma para outras empresas em breve.

  • Móveis antigos

    Se você está com problemas para achar os móveis certos para sua casa, tente pensar em opções alternativas. Muitos proprietários inteligentes estão achando peças únicas, vintage e diferentes e reformando-as, para criar ambientes singulares e especiais.

  • Armários de cozinha

    Na busca por mais espaço nessa área da casa, muitos proprietários e designers estão acabando com as extensões de armários superiores e estão colocando tudo em uma única parede funcional. Esse tipo de armário libera espaço para criar uma aparência mais leve.

  • Branco

    Há muitos aspectos positivos e revigorantes em ter um quarto com uma paleta reduzida de cores, em especial com a predominância do branco. Entretanto, é preciso tomar cuidado para não ficar com um clima de hospital. Equilibrar os tons de branco, creme e de linho natural criam um ambiente confortável e elegante.

  • Greenery

    O Greenery, um tom de verde, é a cor de 2017, segunda a Pantone, fornecedora profissional de padrões de cores para a indústria da moda e do design. O tom é uma escolha certeira para quem deseja revitalizar e dar um estilo natural aos ambientes. É possível também trabalhar com tons de madeira quente para compor os tons e deixar o ambiente ainda mais confortável.

  • Lavanderias

    Todos sabem que as cozinhas e os banheiros são os locais mais cuidados das casas. Entretanto, muitos proprietários estão começando a dar mais valor para as suas lavanderias. Truques de design para dar mais luz ao local e a colocação de armários inteligentes, por exemplo, são fatores que ajudam muito.

    De acordo com um relatório da Houzz & Home 2016, para uma pessoa remodelar sua lavanderia de 14 metros quadrados, ela vai gastar aproximadamente US$ 2.700, nos Estados Unidos. Ou seja, um grande investimento para um cômodo onde as pessoas ficam ppuco tempo do dia cuidando de suas roupas.

  • Halls de entrada

    A entrada de uma casa é um ambiente poderoso. Ele é um lugar complacto onde você consegue fornecer um espaço divertido sem gastar demais. Alguns proprietários afirmam que gastam em média US$ 2.500, nos Estados Unidos, para remodelar um hall de 14 metros quadrados ou até mais, de acordo com o relatório da Houzz & Home 2016.

    A dica é colocar um papel de parede divertido, um espelho grande e uma mesa com bandejas, por exemplo.

  • Chuveiros

    Um chuveiro externo é uma peça muito desejada. Entretanto, ela não é nem um pouco prática e parou de ser tão utilizada em muitos locais. Para lidar com esse dilema, designers e proprietários procuram desenvolver banheiros que se conectem com espaços externos e ao ar livre, mas mantendo a privacidade e livre de problemas relacionados ao clima e a temperatura externa.

  • Refrigeradores

    Para cozinhas menores, muitos vezes a remodelação é algo complicado. As geladeiras que são muito grandes ou muito profundas podem atrapalhar o ambiente. Por isso, proprietários devem tentar estabelecer um nível em comum entre esses armários e não deixar pontas adjacentes, libertando assim mais espaço e criando um aspecto aerodinâmico.

Bronze e brilho acetinado

Os acabamentos em cetim ou em peças de bronze são tendências que estão voltando nos últimos anos. Eles têm a capacidade de trazer brilho e elegância para os ambientes. Recentemente, designers como Elizabeth Lawson estão dispensando os acabamentos mais reflexivos e polidos e adotando peças mais neutras e mornas.

“Eu gosto especialmente de acabamentos em bronze ou acetinados porque é transitório e pode complementar muitos estilos”, afirma Lawson, que utiliza a técnica na cozinha da imagem. “Ele fica lindo com quase todas as cores. Eu acho que vamos continuar a ver cômodos com esse acabamento por algum tempo e possivelmente combinado com outros acabamentos para um ambiente mais eclético”.