Lifestyle

Rei saudita leva bagagem de quase 500 toneladas em tour pela Ásia

Entre os pertences estão dois carros Mercedes-Benz S600 e dois elevadores elétricos

Entre os pertences estão dois carros Mercedes-Benz S600 e dois elevadores elétricos

Na primeira visita à Indonésia feita por um governante saudita em meio século, Salman bin Abdul Aziz al-Saud, rei do país, aterrissou na nação muçulmana mais populosa do mundo na última quarta-feira (01) para uma viagem de nove dias, informou o site de notícias CNN.

O rei vai passar alguns dias na capital da Indonésia, Jacarta, e em Java Ocidental, a província mais povoada do país, antes de seguir para a ilha turística de Bali, em uma viagem de um mês de duração pela Ásia que já o levou à Malásia e continuará pela China, Japão e Maldivas.

LEIA MAIS: Vestidos da princesa Diana serão expostos em Londres 20 anos após sua morte

E, para fazer todo esse percurso, o rei não economizou na bagagem. Adji Gunawan, presidente da empresa de serviços de aeroportos PT Jasa Angkasa Semestar (JAS), afirmou ao Jakarta Post que Salman bin Abdul Aziz al-Saud está viajando com 459 toneladas. Só para comparar, o peso permitido de uma bagagem tradicional é 18 quilos, enquanto um elefante africano pesa, em média, entre 2 e 6 toneladas.

Entre os itens menos convencionais da bagagem do rei saudita estão duas Mercedes-Benz S600 e dois elevadores elétricos independentes. Pode soar estranho, mas esta não é a primeira vez que ele viaja com um elevador: em 2015, a instalação do rei em uma praia na França causou tumulto, com os cidadãos locais protestando contra o objeto, o que resultou no fechamento da praia, informou a agência de notícias Reuters.

VEJA TAMBÉM: Princesa saudita procura assistente que terá salário de US$ 140 mil

Gunawan afirmou que 63 toneladas da carga foi descarregada em Jacarta, e as 396 toneladas restantes foram direcionadas para Denpasar, Bali. De acordo com a agência de notícias Antara, o Rei Salman está viajando com nada menos do que 1.500 pessoas – incluindo dez ministros, 800 delegados e 25 príncipes -, que foram para a Indonésia em 36 voos diferentes em um período de três semanas. Segundo o executivo da JAS, 572 funcionários de sua empresa foram convocados para lidar com a viagem do rei saudita.

A segurança foi um dos elementos que mereceram mais atenção. De acordo com reportagens da mídia local, a polícia federal da Indonésia preparou 10.000 oficiais em Jacarta, Java Ocidental e Bali.

FOTOS: De gata borralheira a Cinderela: princesas que movimentam milhões

O rei e sua enorme comitiva também reservaram centenas de quartos nos quatro hotéis mais exclusivos da cidade, incluindo o Ritz, o Raffles e o Marriott.

Em uma conferência para a imprensa em Jacarta, o embaixador Saudita na Indonésia garantiu às pessoas que os destinos turísticos estariam funcionando normalmente e as praias abertas. “Não há programação especial em Bali. O Rei Salman e sua comitiva vão aproveitar a beleza natural da ilha”, afirmou.

MAIS FOTOS: Conheça a vida de luxo da Rainha Elizabeth II

De acordo com a CNN na Indonésia, uma vez que o rei chegar a Bali, ele e sua comitiva vão ficar em três hotéis de luxo – incluindo o Bulgari, onde a hospedagem mais exclusiva custa US$ 4.400 por noite. O resort também conta com uma praia privada, que pode ser acessada apenas por meio de um elevador.

Comentários
Topo