8 guerras mais caras da história – Forbes Brasil
Listas

8 guerras mais caras da história

A história da civilização já enfrentou muitas guerras desastrosas. Além de todo o sofrimento e dificuldade impostos à população, para realizar esses confrontos são necessárias somas astronômicas em dinheiro. Não são apenas os custos com armamentos, soldados e logística – esses conflitos envolvem aumento das despesas com os veteranos e indenizações.

LEIA MAIS: Forte da 2ª Guerra Mundial será transformado em hotel de luxo

Elaborar um ranking das guerras mais caras da história não é uma tarefa fácil, já que não há um órgão responsável pela tarefa. Muitas informações vêm de organizações não-governamentais, outras vêm de declarações oficiais dos países. Além disso, as somas nem sempre incluem os mesmos parâmetros e as datas são muito diferentes, o que implica diretamente no valor da moeda na época e na inflação. De qualquer maneira, há algumas estimativas que servem de base de comparação, com as devidas observações.

Veja na galeria de fotos as 8 guerras mais caras da história:

  • Segunda Guerra Mundial (1939-1941) – US$ 4,1 trilhões

    Além de ser uma das guerras mais conhecidas, a Segunda Guerra Mundial foi a mais cara de toda a história, com um custo estimado de US$ 4,1 trilhões. O conflito, que começou com a Alemanha bombardeando a Polônia em 1939, se espalhou e dizimou grande parte da Europa. Após o envolvimento de muitos países, a guerra acabou com o as bombas atômicas lançadas no Japão. Com 85 milhões de vítimas fatais, este foi o conflito com o maior número de mortes até agora.

  • Guerra do Iraque (2003-2011) – US$ 2 trilhões

    O conflito começou em 2003, com a invasão do Iraque por uma coalizão militar multinacional liderada pelos Estados Unidos. O então presidente norte-americano, George Bush, invadiu o país sob o argumento de que ele estava produzindo armas de destruição em massa. Na verdade, a iniciativa foi mais uma etapa da guerra contra o terrorismo, motivada pelos ataques às torres gêmeas em Nova York, em 11 de setembro de 2001. Em 2013, estimou-se que o conflito havia custado aos Estados Unidos US$ 1,7 trilhão, além de US$ 490 bilhões adicionais em benefícios devidos aos veteranos de guerra. A perspectiva, porém, é que essas despesas cresçam para mais de US$ 6 trilhões ao longo das próximas quatro décadas, considerando-se os juros, informou um estudo da Universidade Brown, em Rhode Island, Estados Unidos. Se o fato se confirmar, esta será a mais cara guerra da história.

  • Guerra do Afeganistão (começou em 2001) – US$ 770 bilhões

    Esta foi a primeira etapa da guerra contra o terror após o 11 de setembro. O ataque ao WTC e ao Pentágono resultou em uma invasão ao Afeganistão no final de 2001. Estima-se que a guerra já tenha custado mais de US$ 700 bilhões, segundo a organização sem fins lucrativos National Priorities Project (NPP). De acordo com a ONG, esse número, no entanto, não contabiliza os gastos com assistência médica a soldados e veteranos feridos, nem os juros sobre a dívida nacional dos custos da guerra. Além disso, os Estados Unidos ainda mantêm um efetivo de cerca de dois mil soldados no país.

  • Guerra do Vietnã (1959-1975) – US$ 738 bilhões

    A Guerra do Vietnã causou danos físicos e mentais para a população de ambas as nações. O conflito começou com a tensão entre os dois Vietnãs (do Sul e do Norte) em função de divergências políticas e ideológicas. Em 1964, os Estados Unidos decidiram entrar na guerra, enviando soldados e armamentos. No final da década, a derrota dos norte-americanos era clara. O custo do conflito foi extremamente alto, mas nada se compara ao dano sofrido pelos vietnamitas e pelos soldados dos Estados Unidos, que retornaram em 1975 a um país cujo apoio popular à guerra era inexistente.

  • Guerra da Coreia (1950-1953) – US$ 341 bilhões

    A Guerra da Coreia – conflito armado entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte – teve como pano de fundo a disputa geopolítica entre os Estados Unidos, socialista, e a então União Soviética, capitalista. Foi o primeiro conflito armado da Guerra Fria – com risco iminente de uma guerra nuclear.

  • Primeira Guerra Mundial (1914-1918) – US$ 334 bilhões

    O confronto envolveu as grandes potências de todo o mundo: o bloco da Tríplice Aliança (Alemanha, Áustria-Hungria e Itália) contra os Aliados (Rússia, França e Grã-Bretanha). Mais de 70 milhões de pessoas lutaram na Guerra, que foi uma das maiores do mundo. O conflito teve fim um ano após a chegada dos Estados Unidos à Tríplice Entente.

  • Guerra do Golfo (1990-1991) – US$ 102 bilhões

    Em 1990, o Iraque, comandado por Saddam Hussein, invadiu o Kuwait sob a alegação de que o país estava praticando uma política de super-extração de petróleo, responsável pela queda no preço do produto e por prejudicar a economia iraquiana. Uma coalizão de 29 países, liderada pelos EUA, foi mobilizada com o aval da ONU e da OTAN para iniciar um bombardeio contra as tropas do Iraque e, assim, libertar o Kuwait, que havia sido ocupado. A guerra foi uma das primeira a receber grande cobertura de televisão.

  • Guerra de Secessão (1861-1865) – US$ 79,7 bilhões

    A guerra civil norte-americana foi motivada pela abolição da escravatura, por controle político e por dinheiro. Os estados norte-americanos do Sul eram a favor da escravidão, ao contrário dos estados do Norte. O conflito foi responsável por um massacre na população do país.

Segunda Guerra Mundial (1939-1941) – US$ 4,1 trilhões

Além de ser uma das guerras mais conhecidas, a Segunda Guerra Mundial foi a mais cara de toda a história, com um custo estimado de US$ 4,1 trilhões. O conflito, que começou com a Alemanha bombardeando a Polônia em 1939, se espalhou e dizimou grande parte da Europa. Após o envolvimento de muitos países, a guerra acabou com o as bombas atômicas lançadas no Japão. Com 85 milhões de vítimas fatais, este foi o conflito com o maior número de mortes até agora.



Comentários
Topo