10 dicas para crescer verticalmente (e não horizontalmente) nos negócios

Redação

Fazer escolhas de carreira calculadas é a chave para alcançar seus objetivos. Todas as suas ações em relação ao seu crescimento profissional têm um objetivo maior escondido. Entretanto, se você está crescendo apenas horizontalmente no seu trabalho, é possível que você esteja perdendo alguns dos benefícios que surgem junto com o seu desenvolvimento.

LEIA MAIS: Os maiores mitos e verdades sobre empreendedorismo

Houve um aumento da necessidade de especialistas no mercado de trabalho atualmente. Entretanto, muitas companhias necessitam de profissionais que têm uma visão maior e mais ampla dos seus negócios. Portanto, lembre-se de sempre ter controle sobre as suas coisas para alcançar um crescimento vertical e positivo na sua carreira.

Veja na galeria de fotos 10 dicas para conseguir crescer verticalmente nos seus negócios, de acordo com especialistas e coaches de FORBES:

  • Identifique seus objetivos

    De acordo com Michelle Braden, CEO da companhia de coaching MSBCoach, as oportunidades aparecem para quem conhece suas necessidades em relação aos seus negócios. Por exemplo, um pesquisador precisa de grande amplitude no conhecimento. Já um diretor executivo precisa de grande profundidade. Portanto, para ela, primeiramente identifique o que é melhor para você, e depois desenvolva essa área. Se você procura especificamente aumentar sua amplitude, experimente treinamentos entre departamentos, faça algum trabalho voluntário na sua companhia para aumentar oportunidades ou construa relacionamentos fora da sua área de atuação.

  • Amplie sua mentalidade de liderança

    Segundo Jodie Charlop, coach executiva da companhia Exceleration Partners, é necessário ampliar sua agilidade entre as áreas de conhecimento, relacionamentos e liderança (e com o passar do tempo, foque mais no impacto da liderança e dos relacionamentos). Para ela, apresentar um ponto de vista ou uma visão genuína em uma dessas áreas gera impacto e destaque significativo nos negócios.

  • Seja um especialista, e não um generalista

    De acordo com Wendi Weiner, blogueira do site de carreira “The Writing Guru”, as companhias contratam pessoas que ajudam a desenvolver a missão e as habilidades da empresa. Posicionar-se como um especialista em uma tarefa ou conhecimento pode ajudá-lo a alcançar melhores oportunidades. Weiner aconselha que seus clientes listem as três melhores qualidades deles e porque escolheram cada uma delas. Se a sua companhia não cultiva ou estimula essas suas habilidades, é hora de mudar de emprego.

  • Mostre suas habilidades de liderança

    De acordo com Tanya Ezekiel, da empresa de coaching CareerCoach, é importante destacar-se na multidão como um líder. Crie ou ajude a desenvolver projetos entre departamentos que possam fornecer maior conhecimentos em diferentes setores, enquanto foca nas suas habilidades. As companhias continuam a iniciar estruturas organizacionais cada vez mais planas, e isso torna cada vez mais difícil para funcionários alcançarem um crescimento vertical.

  • Invista nas habilidades das pessoas, e não nas técnicas delas

    Segundo Larry Boyer, da empresa de gerenciamento de carreira e coaching Success Rockets, um erro comum em planejamento de carreira é a crença que desenvolver habilidades técnicas e se tornar cada vez mais um especialista em determinado assunto é a resposta. No meio acadêmico isso é verdade. Entretanto, nos negócios, o importante é a sua habilidade em construir relacionamentos, negociar, liderar e motivar as pessoas para atingir determinados objetivos. Além disso, essas habilidades não são passageiras e não são atingidas negativamente pelos avanços da tecnologia.

  • Busque experiências reais

    Patrick Jinks, da empresa de coaching para líderes de setores sociais The Jinks Perspective, conta que “uma vez, um funcionário ruim me contou que tinha 20 anos de experiência em uma companhia. Eu sugeri que o que ele realmente tinha era um ano de experiência, 20 vezes”. Portanto, para ele, há uma diferença: no lugar de crescer verticalmente, líderes precisam se assegurar de que estão aumentando seu conhecimento, habilidades e contribuições. Para Jinks, o importante é focar no presente, pois muitas pessoas almejam promoções antes de realmente merecê-las.

  • Demonstre suas ambições

    De acordo com Kim Monaghan, da empresa de coaching e consultoria KBM Coaching & Consulting, é necessário identificar as necessidades e se posicionar como uma solução para os problemas. Conduza conversas, peça ajuda para mentores e explore seus conhecimentos, aconselha Monaghan. Promova encontros com executivos para entender mais sobre o estilo de liderança e técnicas de sucesso para ter vantagens. Por fim, expresse seu desejo de crescer verticalmente. Muitas vezes as pessoas não são notadas por não expressarem bem a ambição delas.

  • Determine as falhas nas suas habilidades e tente consertá-las

    Charlotte Weeks, da Weeks Career Services, empresa que promove coaching de carreira para executivos, questiona: “quais qualificações são necessárias para a sua carreira no futuro que você ainda não desenvolveu?”. Para ela, é necessário pensar nos requisitos fáceis e difíceis, além de buscar maneiras de suprir suas necessidades como profissional. Algumas habilidades podem ser aprendidas no seu emprego, ou em um programa formal de graduação ou até através de envolvimentos em associações profissionais. Para Weeks, determinar as suas necessidades é o primeiro passo para conseguir crescer verticalmente.

  • Participe de projetos de extensão e ofereça ideias

    O crescimento vertical significa extensão e participação. Segundo Jenn Lofgren, da Incito Consulting, empresa que busca soluções estratégicas para companhias, ser voluntário e se oferecer para liderar ou gerenciar projetos e outras iniciativas que estão fora da sua zona de conforto é uma ótima opção para quem busca crescimento profissional. Mostrar seu talento para aceitar desafios e enfrentar diversas situações pode impressionar seus líderes.

  • Observe o tamanho da sua companhia

    Em startups e outros pequenos negócios, ter múltiplas habilidades é algo muito valorizado. Segundo Michael S. Seaver, da Seaver Consulting, empresa de coaching, um diploma ou especialização avançada é menos importante do que perseverança para superar obstáculos e se destacar entre os concorrentes.

Identifique seus objetivos

De acordo com Michelle Braden, CEO da companhia de coaching MSBCoach, as oportunidades aparecem para quem conhece suas necessidades em relação aos seus negócios. Por exemplo, um pesquisador precisa de grande amplitude no conhecimento. Já um diretor executivo precisa de grande profundidade. Portanto, para ela, primeiramente identifique o que é melhor para você, e depois desenvolva essa área. Se você procura especificamente aumentar sua amplitude, experimente treinamentos entre departamentos, faça algum trabalho voluntário na sua companhia para aumentar oportunidades ou construa relacionamentos fora da sua área de atuação.