Negócios

5 personalidades problemáticas por e-mails (e como lidar com cada uma delas)

A maioria das pessoas tem a tendência de interpretar errado os e-mails que recebe, principalmente de clientes. Os tons das mensagens muitas vezes podem ser distorcidos, o que pode impactar nos relacionamentos e até em projetos.

LEIA MAIS: 5 promessas de Ano Novo que você pode manter com a ajuda da ciência comportamental

Entretanto, é possível identificar algumas personalidades através dos e-mails para tentar melhorar a comunicação com os clientes.

Veja na galeria de fotos 5 personalidades problemáticas comuns que encontramos em mensagens e qual o melhor meio de lidar com elas:

  • Os desesperados

    Você foi dormir à noite com a caixa de mensagens vazia, e acordou com inúmeros e-mails discutindo o mesmo assunto, cheio ideias desarticuladas. E, consequentemente, você não vai conseguir respondê-los imediatamente. Isso gera ansiedade no cliente e apenas mostra que ele necessita de comunicação constante e afirmação.

    Como lidar: fique calmo, pois é necessário treinar seus clientes e estipular um limite de e-mails. Não responda esses e-mails rapidamente (a não ser que seja uma causa urgente). Envie um único e-mail que contenha informações necessárias e suficientes. Essas mensagens criam um falso senso de urgência e geram muito estresse, caso você não pare pra pensar na real situação do problema. Essas pessoas querem apenas saber se são realmente ouvidas.

  • Os dramáticos

    Tudo o que você precisava era uma simples resposta para uma pergunta corriqueira. Entretanto, em vez disso, você recebeu uma explicação desnecessária, enorme e muito detalhada.

    Como lidar: dê uma lida rápida e procure palavras-chave que respondam sua dúvida original, ou seja extremamente específico para que a resposta seja limitada, evitando assuntos desnecessários. Depois, explique a razão da informação que eles forneceram ser importante para o projeto. Certifique-se de avançar caso eles decidam de última hora lançar uma ótima oportunidade. Estes e-mails auxiliam a reforçar ao cliente que a decisão de trabalhar com você foi positiva e que vocês vão obter sucesso.

  • Os ausentes

    Esses clientes aparentemente são impossíveis de alcançar durante momentos cruciais de uma campanha ou projeto. Eles demoram dias para responder situações urgentes e que necessitam de respostas imediatas. O silêncio por parte dessas pessoas se torna quase insuportável, e para lidar com esse tipo de situação é necessário se programar antes do início do projeto.

    Como lidar: prepare materiais e colete as informações necessárias antes do tempo previsto, para assim não precisar lidar com a ausência dessas pessoas. Se eles precisarem aprovar todas as ideias do projeto, busque essas informações antes do tempo previsto. Não tenha medo de ligar para seu cliente quando você estiver enfrentando situações críticas ou desconfortáveis.

  • Os animados

    Às vezes alguns clientes estão de bom humor ou são animados demais, e acabam enviando algumas imagens ou gifs inesperados para descontrair. Entretanto, há pessoas que não sabem o limite e enviam incessantemente essas imagens, e elas se tornam um desperdício de espaço na sua caixa de mensagens.

    Como lidar: não se sinta obrigado a enviar esse tipo de mensagens de volta. Essas imagens só são distrações desnecessárias e ainda podem prejudicar a produtividade da sua equipe. Portanto, tente simplesmente ignorar esse tipo de abordagem que contenha imagens, gifs ou emojis.

  • Os indiscretos

    Sabe quando há um e-mail que necessita de apenas uma pessoa para responder mas mesmo assim é copiado para todos no escritório? Essas pessoas aparentemente não se preocupam com discrição e privacidade.

    Como lidar: entenda que todo e-mail enviado ou recebido terá a atenção de outras pessoas. Portanto, a única solução é estar atento ao conteúdo e ao destinatário da mensagem.

Os desesperados

Você foi dormir à noite com a caixa de mensagens vazia, e acordou com inúmeros e-mails discutindo o mesmo assunto, cheio ideias desarticuladas. E, consequentemente, você não vai conseguir respondê-los imediatamente. Isso gera ansiedade no cliente e apenas mostra que ele necessita de comunicação constante e afirmação.

Como lidar: fique calmo, pois é necessário treinar seus clientes e estipular um limite de e-mails. Não responda esses e-mails rapidamente (a não ser que seja uma causa urgente). Envie um único e-mail que contenha informações necessárias e suficientes. Essas mensagens criam um falso senso de urgência e geram muito estresse, caso você não pare pra pensar na real situação do problema. Essas pessoas querem apenas saber se são realmente ouvidas.

Comentários
Topo