Conheça a CEO que fez sua carreira baseada no impacto ambiental – Forbes Brasil
Negócios

Conheça a CEO que fez sua carreira baseada no impacto ambiental

Patti Cazzato foi a primeira mulher a ocupar o mais alto cargo em uma empresa sustentável

Patti Cazzato foi a primeira mulher a ocupar o mais alto cargo em uma empresa sustentável

A CEO Patti Cazzato construiu seu caminho para o sucesso fazendo o que ama: proteger o meio ambiente. No passado, ela trabalhou na vanguarda criativa de grifes como Esprit e Gap. Enquanto liderava a equipe encarregada da linha ecológica feminina da Levi Strauss e criava seu casal de filhos adolescentes, Patti fundou a Clary Sage Organics, uma loja especializada em roupas e utensílios orgânicos para yoga em São Francisco. Mas, devido à recessão de 2008, a empreendedora foi obrigada a procurar novos rumos para sua carreira.

Foi então que apareceu a oportunidade de liderar a Timbuk2, uma companhia de São Francisco que manufatura mochilas, bolsas e acessórios, além de encorajar o bem-estar por meio de um estilo de vida baseado no ciclismo. Patti, com suas três décadas de experiência no varejo, foi nomeada a primeira mulher CEO da empresa. Desde que se juntou ao time da Timbuk2, ela já lançou novas coleções, elevou o patamar da marca nos EUA e internacionalmente e adotou uma postura cada vez mais agressiva no que se refere à sustentabilidade.

A Timbuk2 foi fundada em 1989 por Rob Honeycutt, um entregador que utilizava a bicicleta como meio de transporte, em sua garagem em São Francisco. A companhia nasceu na cidade, passou a fabricar suas peças no Mission District, um dos bairros mais charmosos da cidade, e leva seu compromisso com ela muito a sério. Ela criou um programa, batizado de Life Cycle e lançado em abril de 2014, que encoraja os clientes não apenas a reduzir, reutilizar e reciclar as bolsas da marca, como também a consertar e customizá-las de forma a aumentar a sua vida útil. A empresa não utiliza nenhum material considerado tóxico e incorpora itens reciclados sempre que possível.

LEIA MAIS: O segredo da capacidade de trabalho do prefeito João Doria

Patti sempre teve como objetivo criar um impacto ambiental positivo em seus trabalhos. No começo de sua carreira, foi inspirada por Doug e Susie Tompkins, os fundadores da Esprit e The North Face. “Ele são eco visionários e pioneiros em encorajar os funcionários a ter responsabilidade com o meio ambiente”, contou a CEO. “Eles me ensinaram o quanto uma marca pode gerar de impacto ao pensar além de seus produtos e do dia a dia. Isso me levou à conclusão óbvia de começar a minha própria linha de roupas orgânicas e sustentáveis, a Clary Sage Organics.”

Com a nova marca, Patti combinou três de suas maiores paixões: meio ambiente, yoga e moda. Infelizmente, o negócio não foi bem-sucedido.

Mas, na Timbuk2, a executiva diz amar a missão da empresa de criar produtos melhores, comunidades melhores e cidades melhores, tudo isso enquanto estimula a vida de São Francisco por meio da manufatura local. “Tenho dois filhos, moro nesta cidade e sou uma cidadã local, é importante construir com um olho no futuro.”

Ela também acredita que não importa o quão grande ou pequena uma companhia seja, sempre é possível ser ativo dentro dela, independentemente da sua posição. “É importante nunca perder o desejo de continuar seguindo seu próprio caminho enquanto tem em mente os erros do passado. Sua vida é formada por uma série de experiências, e você deve sempre estar presente na jornada.”

Patti diz que seu trabalho atual e as experiências passadas trabalhando para marcas que possuem um propósito maior a ensinaram que, quando os seus caminhos pessoal e profissional se ligam, sua carreira passa a ter muito mais sentido. “Ter uma ocupação que vai ao encontro do seu objetivo te incentiva a levantar e trabalhar todos os dias. É o que proporciona e abastece o sucesso. Você ganha um novo senso de missão cumprida.”

Para jovens que estão no começo de suas carreiras, a CEO oferece um conselho: “Não seja vítima da ideia de que só há um caminho para o sucesso. Eu sempre aconselho os iniciantes a anotarem tudo o que eles amam sobre suas carreiras, e também as causas que os levam a procrastinar. Ao perceber essas forças e fraquezas, você descobre suas verdadeiras paixões.”

A partir daí, é um processo de construção, diz Patti. “Respeite as experiências daqueles que chegaram antes de você e aprenda com os altos e baixos da suas carreiras. Não tenha medo de fazer as perguntas difíceis. E seja sempre você mesmo. Se conformar com a cultura da empresa impede as nuances específicas que só você pode trazer. Estabelecer sua personalidade vai te diferenciar. Siga em frente e não olhe para trás, ache os riscos e as emoções. Observe o que acontece ao seu redor e siga com confiança e otimismo. Essas são as chaves para qualquer empreendedor.”

Comentários
Topo