5 maneiras para fazer a imprensa cobrir um pequeno empreendimento no setor alimentício – Forbes Brasil
Negócios

5 maneiras para fazer a imprensa cobrir um pequeno empreendimento no setor alimentício

Se você quer que a imprensa dê atenção ao seu negócio, preste atenção em algumas atitudes. Pode parecer algo fácil e óbvio para conseguir uma cobertura jornalística, mas, na realidade, poucas pessoas as conhecem ou sabem como colocá-las em prática.

LEIA MAIS: 5 macrotendências da indústria alimentícia

Veja 5 maneiras de conseguir uma cobertura jornalística para seu pequeno empreendimento no setor alimentício:

  • Corteje a imprensa

    Se o mercado imobiliário está diretamente relacionado à localização, a cobertura de imprensa do século 21 está relacionada a amostras – muitas amostras. Pode soar grosseiro, mas é verdade. O jornalista dedicado vai cumprir seu dever, mas muitos se baseiam apenas no que já conhecem. Mande amostras da sua comida ou do seu produto, organize eventos para os jornalistas e aumente o nível de engajamento nas mídias sociais.

    Isso não significa contratar uma agência de relações públicas caríssima ou gastar uma fortuna, mas é preciso dedicar um tempo para essa iniciativa e reservar um orçamento. Você não precisa ter milhares de seguidores no Instagram ou Twitter, mas é necessário interagir seriamente com certos editores e repórteres que cubram a sua área e que, provavelmente, vão lembrar de você na próxima vez em que escreverem uma matéria sobre o assunto.

  • Elabore sua história

    Por que os jornalistas vão escrever sobre você? Porque você tem uma história memorável, seja ela sobre como você entrou no ramo, escolheu o nome do negócio, procurou o produto, criou sua embalagem ou qualquer outra coisa que te diferencie. Encontre o que te faz diferente e aprimore isso em uma história (uma versão longa e outra curta).

    Disponibilize apenas as partes da sua história de vida que você quer que sejam repetidas. Se algo negativo ou delicado aconteceu, tenha as respostas para essas perguntas e não as traga à tona por conta própria. É uma situação delicada porque você precisa ser autêntico e transparente ao mesmo tempo.

  • Depois conte sua história de novo e de novo

    Não parta do pressuposto de que alguém sabe o que é um chocolate bean-to-bar, uma kombucha ou um queijo alpino. Comece do início toda vez e esteja preparado para explicar os mesmos pontos repetidas vezes.

    Reserve, semanalmente, um tempo para conversar. Você quer ser a pessoa que os repórteres procuram na indústria, aquela que vai conversar com eles por horas se necessário. Se você fizer isso, vai começar a ver suas frases espalhadas em diversas histórias.

    Também é importante contar sua história para outras pessoas do setor, principalmente donos de lojas e especialistas.

  • Contrate fotos profissionais

    Nós vivemos na era da imagem. Não lute contra isso. Pequenos negócios com fotos profissionais são exibidos como matérias de destaque, enquanto aqueles com um produto melhor, mas sem fotos, são cortados ou têm o espaço diminuído. O conteúdo visual facilita a visão e a absorção dos leitores e, assim, é possível vender seu produto também sem utilizar palavras.

    Invista um pouco de seu tempo e dinheiro em imagens de alta resolução e ofereça à imprensa regularmente. Além de uma foto de perfil, tenha fotos do projeto, do produto sendo embrulhado e desembrulhado e do seu espaço de trabalho ou da fábrica. Tudo precisa estar bonito.

  • Seja positivo

    Quando você está trabalhando o dia inteiro é difícil ficar animado. Você não precisa fingir e pode falar sobre o quão difícil é, como é cansativo e outras dificuldades. Mas, acima de tudo, continue com um tom e atitudes positivas enquanto conversa com a imprensa, diga o que espera de resultados e o quão especial é a sua comida.

Corteje a imprensa

Se o mercado imobiliário está diretamente relacionado à localização, a cobertura de imprensa do século 21 está relacionada a amostras – muitas amostras. Pode soar grosseiro, mas é verdade. O jornalista dedicado vai cumprir seu dever, mas muitos se baseiam apenas no que já conhecem. Mande amostras da sua comida ou do seu produto, organize eventos para os jornalistas e aumente o nível de engajamento nas mídias sociais.

Isso não significa contratar uma agência de relações públicas caríssima ou gastar uma fortuna, mas é preciso dedicar um tempo para essa iniciativa e reservar um orçamento. Você não precisa ter milhares de seguidores no Instagram ou Twitter, mas é necessário interagir seriamente com certos editores e repórteres que cubram a sua área e que, provavelmente, vão lembrar de você na próxima vez em que escreverem uma matéria sobre o assunto.

Comentários
Topo