Zuckerberg confirma trabalhar em uma tecnologia de leitura de mentes – Forbes Brasil
Negócios

Zuckerberg confirma trabalhar em uma tecnologia de leitura de mentes

Mark Zuckerberg

Mark Zuckerberg na F8, conferência de desenvolvedores do Facebook (Getty Images)

Mark Zuckerberg confirmou ontem (18), no primeiro dia da F8, conferência de desenvolvedores do Facebook, que a rede social trabalha em uma tecnologia que vai permitir que as pessoas enviem diretamente seus pensamentos para a internet. Segundo o inglês “The Telegraph”, o fundador da rede social, que já havia mencionado a tecnologia de “leitura de mentes” no passado, disse que a companhia busca desenvolver “interfaces diretas com o cérebro”.

LEIA MAIS: Facebook atinge 5 milhões de anunciantes e divulga novidades

Zuckerberg também apresentou ontem novas tecnologias de realidade aumentada (AR, na siga em inglês), que permite que os usuários sobreponham objetos digitais no mundo real, por meio da câmera de um smartphone.

Bilionário já descreveu a telepatia como “a mais avançada tecnologia de comunicação”

Ele afirmou, em seguida, que o Fabebook já mira em tecnologias mais avançadas. “Nós queremos ir além da realidade aumentada, e isso inclui trabalhar em interfaces diretas com o cérebro, que vão permitir que algum dia você se comunique usando apenas a sua mente”, revelou o bilionário.

LEIA TAMBÉM: Mark Zuckerberg ganha US$ 1,6 bilhão em uma semana

Zuckerberg admitiu que este cenário ainda está distante, mas disse que o Facebook revelaria mais detalhes sobre seus desenvolvimentos hoje (19), no segundo e último dia do evento.

Regina Dugan, que deixou a Google no ano passado para trabalhar em tecnologias avançadas, também deve falar no F8. Ela lidera uma divisão secreta dentro do Facebook chamado Building, que, no início do ano, anunciava vagas de nível de doutorado para trabalhos como “engenheiro de interface cérebro-computador” e “engenheiro de imagens neurais”.

Os anúncios sugerem que a rede social trabalha em uma tecnologia de telepatia que pode detectar ondas do cérebro, decifrá-las e compartilhá-las, o que permitiria novas “comunicação e plataforma de computação para o futuro”.

E TAMBÉM: Uganda acusa escola financiada por Gates e Zuckerberg de “ensinar pornografia”

Zuckerberg já descreveu a telepatia como “a mais avançada tecnologia de comunicação” e um modo de capturar sentimentos da forma “ideal”.

“Um dia, acredito que seremos capazes de enviar diretamente pensamentos ricos e complexos uns aos outros usando tecnologia. Você será capaz de pensar em algo que os seus amigos imediatamente serão capazes de experimentar também se você quiser. Essa seria a mais avançada tecnologia de comunicação”, afirmou, em 2015.

Comentários
Topo