3 passos para desenvolver suas soft skills no isolamento social

Five/Getty Images
Five/Getty Images

Trabalhar o autoconhecimento e estar próximo de pessoas que possuem as aptidões que você deseja ter estimulam suas soft skills

As competências interpessoais, mais conhecidas como soft skills, são cada vez mais exigidas no mercado de trabalho. Para além de um bom currículo, essas habilidades, como responsabilidade, tolerância à pressão e originalidade, potencializam a atuação de um profissional e de toda uma equipe, principalmente durante a pandemia.

Os sites FlexJobs e PAIRIN criaram uma lista dos dez principais campos de trabalho remoto entre março e novembro de 2020, trazendo as cinco principais soft skills de cada área. Nesse momento, entender como e quais competências estimular é um diferencial tanto para aqueles que estão procurando um emprego quanto para os que já estão de home office, mas desejam alcançar novos patamares profissionais.

LEIA TAMBÉM: As 25 principais soft skills que os funcionários remotos precisam ter em 2021

Tudo se resume à comunicação

De acordo com a análise, na maioria dos setores, as principais soft skills incluem pensamento crítico, orientação para serviços, consciência social, gerenciamento de relacionamento e tolerância ao estresse. “Curiosamente, a capacidade de comunicar-se com eficácia é fundamental para muitas dessas habilidades”, explica a especialista em carreira do site FlexJobs Brie Reynolds. “A comunicação é a primeira competência que muitos empregadores de equipes remotas estão procurando.”

Por que a comunicação é tão importante no trabalho virtual? O relacionamento positivo é essencial para o sucesso de uma equipe, mas pode ser mais difícil construí-lo através de uma tela. “A maioria dos empregadores remotos deseja contratar profissionais que possam cumprir as tarefas para as quais foram contratados, mas também construir excelentes relações de trabalho com os colegas”, analisa. “O resultado final é que os empregadores valorizam muito as pessoas que têm excelentes habilidades interpessoais e de comunicação.”

No mercado de trabalho remoto extremamente competitivo de hoje, muitos candidatos possuem competências técnicas semelhantes. Essas habilidades não tão fáceis de conquistar são exatamente o que pode diferenciá-lo –e colocá-lo na melhor posição possível para conseguir o emprego.

Veja, na galeria a seguir, 3 dicas de Brie Reynolds para iniciar essa jornada de mudança:

  • Identifique as habilidades pessoais que você já possui

    Começar com uma avaliação positiva irá encorajá-lo no crescimento que você já experimentou e motivá-lo a atingir mais capacitações. “A PAIRIN oferece testes de habilidades pessoais para que as pessoas possam identificar suas áreas de força e onde podem melhorar”, diz Reynolds. “A FlexJobs também recomenda fazer uma autoavaliação para determinar quais traços de personalidade você sente que são seus pontos fortes e quais você não tem tanta confiança.” Perguntar às pessoas próximas, como amigos, familiares e colegas de trabalho, também pode fornecer informações para completar essa etapa.

    Westend61/Getty Images
  • Assista a uma aula

    “Existem muitos cursos online gratuitos de curta e longa duração para ajudá-lo a fortalecer suas potencialidades”, comenta Reynolds. Assim que você tiver um curso sob seu currículo, é hora de praticá-lo, seja no trabalho ou em sua vida pessoal. “Você também pode procurar novas tarefas ou projetos na empresa, no voluntariado, na sua comunidade ou em casa, onde possa colocar essas novas aptidões em prática.”

    Laurence Dutton/Getty Images
  • Entreviste alguém que tenha a habilidade que você deseja

    “Entrevistas informativas também são uma ótima maneira de aprender com outras pessoas que já são boas nas características que você deseja desenvolver”, aponta a especialista. “Por exemplo, se sua cunhada tem excelente tolerância ao estresse e você a testemunhou ficar calma em situações complicadas, peça dicas para ela de como você pode melhorar nessa área.”

    Getty Images

Identifique as habilidades pessoais que você já possui

Começar com uma avaliação positiva irá encorajá-lo no crescimento que você já experimentou e motivá-lo a atingir mais capacitações. “A PAIRIN oferece testes de habilidades pessoais para que as pessoas possam identificar suas áreas de força e onde podem melhorar”, diz Reynolds. “A FlexJobs também recomenda fazer uma autoavaliação para determinar quais traços de personalidade você sente que são seus pontos fortes e quais você não tem tanta confiança.” Perguntar às pessoas próximas, como amigos, familiares e colegas de trabalho, também pode fornecer informações para completar essa etapa.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).