Letícia Nanci: Os 50 serão os novos 30

Getty Images
Getty Images

Pesquisa realizada na Inglaterra descobriu que mulheres aos 50 se sentem mais felizes

A frase acima até pode ser uma velha conhecida – inclusive, virou título de uma comédia francesa, dirigida por Valérie Lemercier –, porém, a constatação dela nunca foi tão atual. Se mulheres como Jennifer Lopez, Jennifer Aniston, Salma Hayek, Halle Berry e tantas outras que conhecemos pessoalmente nos mostram que é possível chegar aos 50 anos no auge da beleza e da boa forma com muita saúde, as pesquisas só corroboram esse fato.

Segundo um estudo do Departamento de Psiquiatria e Ciência Comportamental da Universidade de Stony Brook, em Nova York, é nessa idade que começa a fase mais feliz da vida. Outra pesquisa realizada com 1,5 mil mulheres na Inglaterra descobriu que as mulheres aos 50 nunca se sentiram tão felizes, mais confiantes nos relacionamentos amorosos, cheias de vida e mais abertas para novas experiências.

Acredito que um conjunto de fatores nos permite chegar aos 50 sendo a nossa melhor versão – para se ter uma ideia, em 2010, mais de 5 milhões de mulheres tinham entre 50 e 54 anos, no Brasil, de acordo com o último censo realizado. A estimativa é de que esse número tenha aumentado em torno de 10% para este ano. Pensando na dermatologia, o combo prevenção + novas tecnologias é o segredo para uma pele e um corpo com aspecto mais jovem e saudável. São escolhas constantes que passam por adotar uma rotina correta de skincare, usar fotoprotetor diariamente, mesmo em dias nublados e dentro de casa, ter hábitos saudáveis em termos de alimentação, prática de exercícios e qualidade do sono, além de contar com procedimentos estéticos que promovem a melhora da saúde da pele, com resultados de um rejuvenescimento natural visando também à prevenção.

Sabemos que, a partir dos 30, começamos a perder cerca de 1% de colágeno ao ano, proteína que tem, entre suas funções, dar suporte e sustentação aos tecidos. Somando o fato de estarmos constantemente expostos ao sol e à poluição, que danificam as fibras de colágeno, a perda é potencializada. Daí a importância dos procedimentos, como o laser fracionado profundo e o ultrassom microfocado, que promovem a regeneração e a remodelação dérmica, além de estimular a produção de colágeno, sempre respeitando a individualidade de cada paciente. A toxina botulínica, os preenchedores injetáveis e os bioestimuladores também fazem parte de um protocolo de rejuvenescimento, sempre levando em conta a quantidade de produto aplicada, as regiões tratadas e a técnica do profissional em questão, visando resultados mais naturais. Sempre digo para as minhas pacientes: “Meu objetivo como médica dermatologista é cuidar da saúde da sua pele, orientá-la quanto à prevenção, buscando um rejuvenescimento natural e saudável, e que nesse caminho você se olhe no espelho e se enxergue mais jovem, e não outra pessoa”.

Também acredito que se sentir assim, tão bem, aos 50, vai muito além da estética. É uma questão de autoestima, de segurança emocional e de confiança que deixam essa mulher mais empoderada, dona de si e das suas próprias decisões. É a fase em que a saúde mental passa a ser prioridade, que ela se olha com carinho, se entende e se respeita, e vai atrás do que traz felicidade e satisfação. Aos 50, finalmente, somos o nosso maior investimento. E, ao que tudo indica, o caminho é sem volta, já que pretendemos viver por muitos anos (no mínimo até os 80, expectativa de vida feminina atual!), exalando beleza, saúde e disposição.

Dra. Letícia Nanci Médica do Hospital Sírio-Libanês, médica-responsável pela Clínica Dermatológica Letícia Nanci; membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD); da American Academy of Dermatology (AAD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).