Nestlé vai elevar investimento em 40% no Brasil este ano

Justin-Sullivan/GettyImages
Justin-Sullivan/GettyImages

O valor também é o maior investido pela empresa no Brasil desde pelo menos 2016.

A Nestlé vai elevar o investimento no Brasil neste ano em cerca de 40%, com recursos para inauguração de novas linhas de produção e modernização de fábricas, informou a companhia de alimentos.

A empresa vai investir no país este ano cerca de R$ 763 milhões ante R$ 544,6 milhões aplicados em 2019. O valor também é o maior investido pela empresa no Brasil desde pelo menos 2016.

LEIA MAIS: Target supera estimativas impulsionada por vendas online

O Brasil é o quarto mercado global da Nestlé, segundo dados da companhia, e maior da América Latina. Durante a divulgação de resultados em julho, a empresa informou que as vendas na região subiram um dígito e que no país a expansão foi de um dígito alto.

Segundo a companhia, o investimento neste ano “será destinado a projetos diversos em unidades da companhia em todo o país. Entre os destaques de investimentos estão a inauguração e modernização de linhas nas fábricas de Araçatuba, Araras, Caçapava (SP), Vila Velha (ES), Feira de Santana (BA) e Montes Claros (MG).

Em Caçapava, a Nestlé inaugurou uma nova linha de produção de KitKat e tem a previsão de construir outra até o final do segundo semestre. Em Araçatuba, a companhia inaugurou uma nova linha de fabricação de produtos de nutrição infantil. Já a fábrica de Vila Velha recebeu uma linha adicional de produção de caixas de bombons e de materiais de exposição de chocolates. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).