Economia alemã deve atingir nível pré-crise apenas em 2022, diz ministro

Peter Zelei Images / GettyImages
Peter Zelei Images / GettyImages

Governo está oferecendo auxílio financeiro direcionado aos mais afetados, especialmente as pequenas empresas

A Alemanha vai lidar com a crise do coronavírus por meses e só em 2022 alcançará novamente os níveis de produção observados antes da pandemia, disse o ministro da Economia do país, Peter Altmaier, hoje (29).

Para mitigar o impacto de um lockdown parcial de um mês em novembro, que inclui o fechamento de bares e restaurantes, o governo está oferecendo auxílio financeiro direcionado aos mais afetados, especialmente as pequenas empresas.

Sob um pacote de alívio de € 10 bilhões, as empresas com até 50 funcionários receberão 75% de suas receitas do ano anterior para o mês de novembro.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

“Isso pode ajudar a amortecer as consequências econômicas o máximo possível”, disse o ministro das Finanças, Olaf Scholz, a repórteres, acrescentando que o financiamento para a medida foi contemplado pelo Orçamento existente para que não houvesse a necessidade de se solicitar mais dinheiro ao Parlamento.

Além disso, trabalhadores autônomos, como artistas e auxiliares de palco, terão acesso a empréstimos de emergência, e o governo irá expandir um programa de liquidez para dar às pequenas empresas com menos de 10 funcionários acesso a empréstimos mais baratos.

Altmaier disse que as novas restrições iriam ter um impacto na economia, mas que o crescimento no terceiro trimestre ficou acima do esperado.
O governo já introduziu um amplo conjunto de medidas de resgate e estímulo que apoiaram uma recuperação no verão, depois que a economia despencou quase 10% no segundo trimestre.

Os números preliminares do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre serão divulgados na sexta-feira (30). (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).