Com exterior negativo, Ibovespa abre o dia sem direção definida

O Ibovespa acompanhava o mau humor do exterior e operava com volatilidade, perdendo às 10h19, horário de Brasília, 0,15% aos 113.579 mil pontos. Além do movimento de realização de lucros, os investidores olham ainda para a disparada nos casos de covid-19 nos Estados Unidos, enquanto a criação de postos de trabalho desacelera e o Congresso norte-americano não chega a um acordo para o novo pacote de estímulo econômico. Sem um novo auxílio, o seguro desemprego no país deixará de ser pago em 26 de dezembro. Os novos casos de coronavírus nos EUA tiveram média diária de 200 mil infecções na última semana, elevando o total a 14,7 milhões desde o início da pandemia, com mais de 282 mil mortos.

No Brasil, além das preocupações com o desempenho da economia norte-americana, a bolsa reflete ainda o Boletim Focus do Banco Central divulgado nesta manhã, com projeção para inflação acima da meta, para 4,21% em 2020. Outro ponto de atenção do investidor doméstico está em Brasília: ontem o Supremo Tribunal Federal (STF) barrou a possibilidade de reeleição dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

No início da sessão na B3, as ações da Petrobras figuravam entre as maiores quedas do índice, na esteira do declínio dos preços do petróleo no exterior, enquanto a Gol avançava mais de 3% após nova proposta de incorporação da Smiles.

O pessimismo global impulsiona o dólar contra o real nesta manhã, que vai a R$ 5,13 na venda após acumular 3,7% em três semanas consecutivas de quedas.

Em Wall Street, os índices abrem o dia em campo misto, com o Dow Jones e o S&P 500 recuando 0,42% e 0,11%, respectivamente, às 11h58, horário de Brasília, enquanto o Nasdaq avançava 0,43% no mesmo horário. Hoje, senadores bipartidários devem apresentar detalhes do plano de US$ 908 bilhões. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).