Minério de ferro na China cai quase 6% após medidas para conter especulação

John Banagan / GettyImages
John Banagan / GettyImages

Minério ainda possui possibilidade de alto crescimento em 2021

Os futuros do minério de ferro desabaram na China hoje (23), após mudança em regras de negociações e por preocupações sobre uma nova variação da Covid-19, que levaram à realização de lucros após os preços do material usado na fabricação do aço terem subido para máximas em anos nesta semana.

O minério de ferro na bolsa de Dalian encerrou o pregão do dia com queda de 5,8%, a 1.026,50 iuanes por tonelada (US$ 156,95), após chegar a recuar até 9,1%. Ele desabou 11% ante uma máxima do contrato de 1.147 iuanes tocada segunda (21).

Na bolsa de Cingapura, o minério de ferro perdia 1,9%, para US$ 161,10 por tonelada, após recuo de 6,2% na sessão anterior.

O regulador da bolsa de Dalian aumentou esforços para conter a tomada de posições na commoditie de maior destaque neste ano, que mais que dobrou de valor, em parte devido à entrada de dinheiro especulativo no mercado.

As limitações impostas neste mês sobre os futuros mais líquidos de minério de ferro do mundo afetam em alguma medida o entusiasmo pelas negociações mais especulativas de curto prazo, disseram analistas da Sinosteel Futures em nota.

O sentimento também foi afetado por restrições em fronteiras após a descoberta de uma variante do coronavírus mais transmissível, disseram os analistas da Sinosteel.

Ainda assim, a perspectiva para os preços do minério de ferro em 2021 permanece geralmente otimista, apoiada pela recuperação econômica impulsionada pelos estímulos da China e pela oferta restrita do Brasil.

“Embora a alta deva perder força depois do Ano Novo Lunar, a melhoria no suporte também nos levou a melhorar o perfil de nossas projeções”, disse o economista Justin Smirk, da Westpac, ao projetar minério de ferro a 130 dólares por tonelada em março de 2021, de 105 dólares antes.

O minério de ferro spot na China era negociado a US$ 168 dólares por tonelada ontem (22), segundo a consultoria SteelHome.

No aço, o vergalhão na bolsa de Xangai caiu 4,1%. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).