Bilionário britânico Sir David Barclay morre aos 86 anos

Photoshot/Getty Images
Photoshot/Getty Images

Sir David Barclay faleceu em decorrência de uma “doença curta”, segundo o “The Daily Telegraph”

Sir David Barclay, uma das metades dos gêmeos bilionários britânicos conhecidos como Barclay Brothers, morreu ontem (12) à noite, após uma “doença curta”, segundo noticiado por seu jornal, o “The Daily Telegraph”.

Sir David, 86 anos, e seu irmão gêmeo, Sir Frederick Barclay, são mais conhecidos no Reino Unido como os bilionários discretos –e recentemente brigados– por trás de uma série de hotéis de luxo, incluindo The Ritz e Claridges, ao lado de outras mídias, varejo e empresas de entrega.

VEJA TAMBÉM: Bilionário dos cassinos Sheldon Adelson morre aos 87 anos

Os irmãos eram extremamente reservados, morando juntos nos anos 2000 em um castelo em uma ilha particular na costa da Inglaterra e raramente dando entrevistas ou sendo fotografados. Apesar de sua aversão ao escrutínio público, por meio da propriedade do jornal “The Daily Telegraph”, um dos jornais conservadores mais proeminentes no Reino Unido, Sir David defendeu o futuro da Grã-Bretanha fora da UE, pois o “Telegrap”h se posicionou como um jornal pró-Brexit a partir de 2016.

O primeiro-ministro Boris Johnson, que escreveu regularmente para o jornal “Telegraph” na gestão Barclay (a uma taxa horária de cerca de US$ 3.134 de acordo com o “Guardian” em 2018), liderou homenagens ao bilionário e líder empresarial que também era próximo de Margaret Thatcher em seus anos finais.

Johnson tuitou na manhã de hoje: “Adeus com respeito e admiração a Sir David Barclay que resgatou um grande jornal, criou muitos milhares de empregos em todo o Reino Unido e que acreditava apaixonadamente na independência deste país e no que ele poderia alcançar”.

Em uma declaração à Forbes, Sir Frederick Barclay disse: “Foi uma grande jornada em tudo o que fizemos, o bom, o ruim, o feio… Vivemos isso desde sermos bombardeados para fora de nossas camas em Coventry aos negócios que fizemos. Éramos gêmeos do começo ao fim. Ele era a mão direita à minha esquerda e eu a sua mão esquerda à direita. Nós nos encontraremos de novo”.

Self made

A história dos Barclay Brothers é uma história genuína de gêmeos que deixaram a escola aos 14 anos e trabalharam como pintores para o departamento de contabilidade da General Electric antes de testar o gosto por vender hotéis em Londres.

Na década de 1980, após anos de muito trabalho e parceria, eles começaram a experimentar o verdadeiro sucesso. Uma grande soma de dinheiro veio com a aquisição de um grupo de transporte e cerveja, Ellerman Lines, em 1983 por £ 45 milhões, poucos anos depois eles venderam a divisão de cerveja por £ 240 milhões. Sir David manteve o nome Ellerman para seu grupo.

E AINDA: Morre Raymundo Magliano Filho, ex-presidente da Bovespa

Embora disperso por um labirinto de contas offshore, a riqueza e o império de negócios do Barclay cresceram rapidamente ao longo das décadas de 1990 e 2000. As estimativas da Forbes de sua riqueza pública atingiram o pico em 2018, quando o patrimônio líquido dos irmãos atingiu cerca de US$ 5,8 bilhões. Seu império diversificado, que ainda inclui a Very (anteriormente Shop Direct), uma gigante do varejo de catálogo que sobreviveu à mudança para o online; a Yodel, de serviços de entrega; e notavelmente o jornal “The Daily Telegraph”.

Sucessão

No entanto, após anos de discrição, uma rivalidade familiar de longa data veio à tona recentemente, com a venda do hotel The Ritz em Londres. O melodrama da sucessão colocou a próxima geração da família no centro das atenções e expôs uma brecha entre os gêmeos pelo controle da fortuna da família, uma soma estimada pela Forbes em mais de US$ 4 bilhões hoje.

Em maio, a disputa familiar pela venda do Ritz ganhou as manchetes quando uma filmagem foi divulgada pelos advogados de Frederick, supostamente mostrando um dos filhos de David, Alistair Barclay, instalando um dispositivo de escuta em uma área de reunião do Ritz enquanto Frederick e sua filha Amanda se encontravam para discutir a venda do hotel.

O grampo expôs a profunda cisão entre os dois irmãos que surgiu quando a metade da família de Sir David supostamente cimentou um maior controle sobre a fortuna da família, eventualmente negociando a venda do Ritz por uma soma relatada que varia de US$ 890 milhões a US$ 1,1 bilhão (£ 700 milhões a £ 800 milhões). Os conselheiros de Sir Frederick disseram à Forbes no último verão do hemisfério norte que acreditam que o Ritz deveria ter sido vendido por uma quantia próxima a US$ 1,5 bilhão.

Os filhos de Sir David –a parte da família liderada por Aidan e Howard Barclay– admitiram a escuta em junho e disseram que “lamentam qualquer sofrimento causado” e que estavam agindo “no melhor interesse de toda a família”.

Um porta-voz de Sir David Barclay disse que ainda não havia atualizações sobre as hostilidades do verão passado. Ainda não se sabe se Sir Frederick e Sir David se reconciliaram antes de sua morte.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).