Após três altas seguidas, Ibovespa fecha em queda com incertezas domésticas

O Ibovespa rompeu a sequência de altas e terminou o pregão de hoje (4) em queda, recuando 0,39% aos 119.260 pontos, com investidores apostando na cautela em meio a negociações no Congresso para um novo subsídio financeiro aos brasileiros mais afetados pela crise da Covid-19. Amanhã os líderes da Câmara e Senado se reunem com o ministro da economia, Paulo Guedes, para discutir uma possível ampliação no escopo do Bolsa Família.

A discussão de um novo programa assistencial diante da segunda onda do coronavírus tem ganhado força entre os parlamentares. O governo já sinalizou, no entanto, por meio de seu líder na Câmara dos Deputados, Ricardo Barros (PP-PR), que a ideia é ampliar o programa Bolsa Família, e não criar algo semelhante ao auxílio emergencial pago em 2020.

Ainda no cenário político doméstico, a Câmara dos Deputados pretende votar na próxima semana temas elencados como prioritários, entre eles a autonomia do Banco Central, o projeto da nova lei cambial e medidas relacionadas à facilitação do acesso às vacinas contra a Covid-19, além da criminalização dos chamados fura-fila, informou o líder do DEM na Casa, Efraim Filho (PB).

“Para a próxima semana, (foram acertados) alguns projetos que já vinham sendo tratados com prioridade: a nova lei cambial, a autonomia do Banco Central, super endividamento… temas que dizem respeito à questão da criminalização do uso fraudulento, dos ‘fura-fila’ de vacinas, então todos esses temas que dizem respeito à pandemia, também na prioridade”, disse o líder a jornalistas após a reunião.

“O retorno do auxílio emergencial é prioridade. É preciso colocar o pão na mesa da família de muitos brasileiros. O grande dilema é encontrar qual o espaço no Orçamento e qual a viabilidade do ponto de vista da responsabilidade fiscal”, acrescentou o líder, questionado sobre o tema.

Já em Wall Street, os índices terminaram o dia no azul guiados pela percepção de avanços na recuperação da economia dos EUA. O número de novos pedidos de auxílio-desemprego diminuiu na semana passada, para 779 mil na semana encerrada em 30 de janeiro, contra 812 mil novas solicitações do período anterior. As encomendas de produtos fabricados nos Estados Unidos, por sua vez, subiram 1,1% em dezembro, acima do esperado pelo mercado.

O Dow Jones ganhou 1,08% aos 31.055 pontos, o S&P 500 valorizou 1,09% aos 3.871 pontos e o Nasdaq terminou subindo 1,23% aos 13.777 pontos.

Na visão do estrategista de renda variável da Ouro Preto Investimentos, Bruno Komura, o Ibovespa descolou de Nova York e passou por uma correção em função da valorização dos últimos pregões e das dúvidas sobre a pauta de reformas do governo.

Komura acrescentou que a eleição de candidatos mais próximos ao governo animaram o mercado brasileiro nos últimos dias, “mas que ainda é necessário um grande passo até (a pauta de reformas) acontecer de fato”, disse o estrategista, ressaltando que o país tem um problema fiscal difícil de ser resolvido.

O dólar fechou o dia em firme alta contra o real nesta quinta-feira, subindo 1,47% a R$ 5,44 na venda em dia de rally global da moeda norte-americana frente aos pares emergentes e com operadores acompanhando o ambiente de incertezas domésticas.

O UBS BB prevê que o dólar fechará o ano a R$ 4,95, abaixo da taxa atual, mas ainda bem acima do nível de R$ 4 em que começou 2020. O banco vê qualquer otimismo para a moeda com cautela e, por isso, prefere assumir posições a favor via mercado de opções, citando “elevada incerteza” e tempo “limitado” para progressos na agenda de reformas. (Com Reuters)

DESTAQUES DO IBOVESPA

Maiores Altas
BBDC3: +3,07% a R$ 22,86
CVCB3: +3,02% a R$ 20,11
BBDC4: +3,01% a R$ 26,01
BRKM5: +2,91% a R$ 29,71
BPAC11: +2,81% a R$ 109,46

Maiores Baixas
BTOW3: -4,48% a R$ 86,34
WEGE3: -3,50% a R$ 85,57
JHSF3: -3,17% a R$ 7,63
SBSP3: -3,07% a R$ 40,45
YDUQ3: -2,88% a R$ 33,40

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).