Forbes Radar: IRB Brasil, Vale, Klabin, Petrobras e outros destaques corporativos

Os balanços corporativos estão entre os destaques do Forbes Radar de hoje (19), com o IRB Brasil registrando prejuízo líquido de R$ 1,5 bilhão em 2020, enquanto o lucro líquido da JHSF Participações cresceu 98,6% no último ano, para R$ 638,9 milhões. Nos IPOs, a Entalpia Participações, empresa de bateria e energia nacional, pediu à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) abertura de capital.

Veja estas e outras notícias de negócios do dia:

Petrobras (PETR4)

A Petrobras elevará em cerca de 15% o preço médio do diesel nas refinarias e em mais de 10% o da gasolina a partir de hoje (19). Com esse movimento, o diesel (combustível mais consumido do país) terá um aumento médio nas refinarias de R$ 0,34 por litro, para R$ 2,58 por litro. Já a gasolina terá elevação de cerca de R$ 0,23 por litro, para R$ 2,48.

Esse foi o segundo reajuste anunciado para ambos os combustíveis em fevereiro e depois de a estatal ter sofrido com temores do mercado sobre possíveis interferências políticas na sua prática de preços.

Além disso, a empresa ressaltou que “o alinhamento dos preços ao mercado internacional é fundamental para garantir que o mercado brasileiro siga sendo suprido sem riscos de desabastecimento pelos diferentes atores responsáveis pelo atendimento às diversas regiões brasileiras”. O preço do petróleo Brent, referência internacional, subiu cerca de 15% no acumulado de fevereiro.

Na noite de ontem, o presidente Jair Bolsonaro afirmou em transmissão pelas redes sociais que “obviamente” haverá uma consequência para a fala do presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. Em um evento no final de janeiro, o presidente da Petrobras disse que a ameaça de greve de caminhoneiros, que pedia a redução de preços do diesel, não era problema da estatal, que pratica preços de paridade internacional.

Klabin (KLBN4)

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vendeu um quarto da sua posição na Klabin. O bloco foi negociado em cerca de R$ 600 milhões no desinvestimento. Foram ofertados 21 milhões de units pelo preço de R$ 28,48 cada.

Banco do Brasil (BBAS3)

O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 3,7 bilhões no quarto trimestre de 2020, um crescimento de 6,1% em relação ao trimestre anterior. Durante o ano passado, o lucro ajustado foi de R$ 13,9 bilhões, uma redução de 22,2% ante 2019.

Para 2021, a instituição bancária projeta que “melhores resultados serão alcançados por meio do crescimento de crédito, normalização dos níveis de provisões de crédito, resiliência na geração de receitas e contínuo controle de despesas.”

Microsoft (MSFT34)

A Bosch trabalhará com a Microsoft em uma plataforma de software para veículos, enquanto se concentra para entrar no mercado de carros elétricos e tecnologias de direção automatizada.

Ao usar a tecnologia de computação em nuvem, a plataforma de software garantirá que as unidades de controle dos veículos e os computadores possam obter atualizações de software ao longo de sua vida útil, disse a empresa alemã de autopeças.

A tecnologia é baseada na divisão de computação em nuvem da Microsoft, a Azure, e inclui módulos de software da Bosch, que planeja usar a plataforma em protótipos de veículos até o fim de 2021.

Locaweb (LWSA3)

A Locaweb anunciou na tarde de ontem (18) a aquisição da Credisfera e da Dooca. As empresas foram adquiridas por R$ 26,6 milhões e R$ 26,5 milhões, respectivamente.

Fundada em 2015 na cidade de São Paulo, a Credisfera é uma fintech que oferece soluções de crédito para PMEs e permitirá que a Locaweb passe a oferecer mais esse serviço para a sua base de clientes de forma integrada. Os sócios fundadores permanecerão na operação e manterão o time de colaboradores.

Também fundada em 2015 em Novo Hamburgo, a Dooca Commerce é uma plataforma de lojas virtuais focada em PMEs no Rio Grande do Sul, que auxilia lojistas na criação e gerenciamento de lojas virtuais. A Dooca apresentou em 2020 crescimento superior a 650% em números de clientes e um ARR (Receita Anual Recorrente) de R$ 5 milhões, advindo integralmente da receita de subscrição para uso da plataforma.

IRB Brasil (IRBR3)

O IRB Brasil Re registrou prejuízo líquido de R$ 1,521 bilhão em 2020, contra lucro de R$ 1,2 bilhão em 2019, informou a companhia na noite de ontem (18). No último trimestre do ano, o resultado foi negativo em R$ 620,2 milhões, ante R$ 654,4 milhões de lucro líquido registrado no mesmo período de 2019.

O resultado líquido em 2020, segundo a companhia, foi negativamente impactado por negócios descontinuados (-R$ 589,2 milhões), impacto operações de perdas em transferências de portfólios (-R$ 28,4 milhões em dez/20), maior provisionamento da carteira de vida internacional (-R$ 80,5 milhões), acordo de ressarcimento com a Eletronorte (-R$ 52,3 milhões) e baixa em créditos tributários de Londres (-R$ 335,9 milhões).

A companhia informou ainda ter sido impactada pelo aumento no volume de sinistros decorrentes do coronavírus.

Os prêmios emitidos no ano passado somaram R$ 9,596 bilhões, crescimento de 12,7% na comparação com 2019, de R$ 8,515 bilhões. No Brasil, os prêmios somaram R$ 4,874 bilhões, alta de 1% na comparação com o ano anterior.

Unilever (ULEV34) e P&G (PGCO34)

A Argentina está investigando algumas empresas de bens de consumo, incluindo a Danone, a Procter & Gamble e a Unilever, além de produtores de alimentos como a Bunge, sob acusações de reduzirem deliberadamente suas produções, em meio a medidas do governo para conter o aumento de preços.

O Ministério da Produção do país alegou que as empresas estariam “retendo os volumes de produção”, e deixando de seguir uma resolução nacional que determinava a operação no “nível mais alto de sua capacidade instalada”.

O governo disse que uma investigação encontrou escassez em supermercados de produtos que variam de óleo de cozinha a fraldas e queijos, e que as empresas sob investigação devem corrigir a situação e restaurar os níveis de estoque.

Vale (VALE3)

O Conselho de Administração da Vale decidiu estabelecer uma diretoria executiva exclusiva para o tema Sustentabilidade. A área, que nos últimos quatro anos esteve sob liderança do diretor-executivo, Luiz Eduardo Osorio, será assumida a partir de 15 de março por Maria Luiza de Oliveira Pinto.

A profissional foi diretora de Sustentabilidade da Suzano, diretora-executiva de Sustentabilidade, Comunicação e Relações Corporativas da Fibria Celulose e atua há 34 anos em Sustentabilidade e Recursos Humanos. É psicóloga formada pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com especialização em Recursos Humanos pela Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, também cursando Negócios e Sustentabilidade na Universidade de Cambridge, Inglaterra.

JHSF Participações S.A (JHSF3) 

O lucro líquido da JHSF Participações cresceu 98,6% em 2020, para R$ 638,9 milhões. A receita líquida da companhia avançou 84,4% no último ano, a R$ 1,17 bilhão. Os dados foram divulgados na noite de ontem (18).

No quarto trimestre de 2020, o lucro líquido da empresa teve queda de 10,4%, para R$ 189,2 milhões, enquanto a receita líquida avançou 111% no período, para R$ 394,6 milhões. A venda de negócios imobiliários cresceu 228,4% no ano.

Carrefour (CRFB3)

O Banco Carrefour, braço financeiro do Grupo Carrefour Brasil, retomou o crescimento no último trimestre de 2020, conquistando crescimento de 157% no número de novas contas via canais digitais. Em relação aos indicadores de risco, o Banco recuou a patamares menores do pré-pandemia, marcando 11,2% no Over 30, contra 12,9% no mesmo índice em 2019. Em relação ao Ebitda ajustado, o resultado foi de R$ 266 milhões.

Entalpia Participações

A Entalpia Participações, empresa de bateria e energia nacional, enviou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) solicitação de abertura de capital. Os coordenadores da oferta são o Bradesco BBI (líder), Bank of America, Morgan Stanley e a XP. Até o momento, o cronograma da oferta não foi definido. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).