Startup de caminhões autônomos Plus levanta mais US$ 220 milhões

Rick Wilking/Reuters
Rick Wilking/Reuters

A última captação foi liderada por FountainVest Partners e ClearVue Partners

A startup norte-americana de caminhões autônomos Plus anunciou hoje (31) que levantou US$ 220 milhões de investidores, além dos US$ 200 milhões que já tinha captado em uma rodada em fevereiro.

Uma fonte não revelada afirmou que a Plus está em negociações avançadas com SPACs (Companhias de Aquisição para Propósitos Específicos) sobre uma potencial fusão. Um anúncio é esperado para as próximas semanas.

LEIA MAIS: SPACs levantam recorde de US$ 70 bi em 2020

As SPACs estão se tornando uma forma cada vez mais popular para que companhias buscarem aberturas de capital no mercado de forma mais barata e simples que via um IPO (Oferta Inicial de Ações).

A última captação foi liderada por FountainVest Partners e ClearVue Partners, afirmou a Plus. Outros investidores incluem Quanta Computer e Millennium Technology, e os atuais sócios Sequoia, Saic Motor e Full Truck Alliance.

A Plus não revelou seu valor de mercado depois da última rodada de captação de recursos.

A companhia foi criada em 2016 e tem uma joint-venture com a estatal chinesa de produção de veículos FAW para desenvolver e fabricar caminhões que não precisam de motoristas. A empresa está testando os veículos nos Estados Unidos, China e Europa.

Com os recursos, a empresa vai acelerar a produção de caminhões autônomos e melhorar suas capacidades de pesquisa.

Uma das rivais da Plus, TuSimple, fez um IPO no início deste mês. Outras companhias de direção autônoma como Velodyne, Luminar e Aeva recentemente fizeram pedidos para abrir o capital, aproveitando o boom dos mercados de capitais dos Estados Unidos. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).