Vacinação e estímulo nos EUA melhoram perspectiva econômica global

iStock
iStock

A OCDE calculou uma recuperação econômica para 2021 com um crescimento de 5,6%, e mais 4% em 2022

O cenário econômico global melhorou conforme a distribuição de vacinas ganha velocidade e os Estados Unidos lança um forte pacote de estímulo novo, afirmou hoje (9) a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), ao elevar suas estimativas.

De acordo com a organização, a economia mundial deve se recuperar este ano com um crescimento de 5,6% e expandir 4,0% em 2022. Isso marcou um forte aumento em relação a seu cenário anterior feito em dezembro, quando projetou crescimento global de 4,2% este ano e 3,7% no próximo.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

No entanto, riscos importantes surgem sobre a perspectiva melhor, destacadamente na forma da rapidez com que as autoridades vacinam as pessoas, quando as restrições serão levantadas e se novas variantes serão controladas.

“A maior prioridade é garantir que todos os recursos necessários sejam usados para produzir e aplicar totalmente as vacinações o mais rápido possível”, afirmou a OCDE no relatório. A expectativa é de que o Produto Interno Bruto (PIB) retorne aos níveis pré-pandemia até meados deste ano, embora com amplas divergências entre os países.

O pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhão dos Estados Unidos irá repercutir em outros países, e somará mais de 1% ao crescimento global. A OCDE informou que a economia dos EUA crescerá 6,5% este ano e 4,0% no próximo, elevando sua estimativas ante 3,2% e 3,5%, respectivamente, em dezembro.

Por sua vez, o estímulo será um impulso para os principais parceiros comerciais dos EUA, ao ampliar o crescimento em 0,5%-1% no Canadá e México, e entre 0,25%-0,5% na zona do euro e na China, disse a OCDE. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).