Ibovespa tem leve alta, mas ruídos domésticos limitam ganhos

O Ibovespa acompanha os índices de ações no exterior e opera em leve alta na manhã desta quinta-feira (8), ganhando 0,24% aos 117.904 pontos às 10h13, horário de Brasília. O apetite por riscos no dia é alimentado pela ata do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) sinalizando cautela quanto aos riscos da pandemia e manutenção da política monetária até que a recuperação da economia esteja mais segura.

No contexto nacional, o mercado acompanha notícias sobre um jantar ocorrido ontem em São Paulo com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro da Economia, Paulo Guedes, e de empresários. No encontro, Bolsonaro prometeu respeitar o teto de gastos e a responsabilidade fiscal. Na saída do evento, Guedes afirmou que a economia brasileira está se reerguendo, mas ressaltou ser preciso avançar na vacinação em massa no país para sustentar o crescimento. A síntese do jantar foi, segundo o ministro, vacinação em massa e avanço nas reformas estruturais.

O encontro aconteceu horas depois do presidente ter afirmado que mudanças na política de preços da Petrobras não estão descartadas. Bolsonaro classificou como como “inadmissível” o reajuste de 39% praticado pela estatal no preço do gás, previsto para entrar em vigor a partir de 1° de maio. “É inadmissível! Que contratos são esses? Que acordos foram esses? Foram feitos pensando no Brasil?”, afirmou o presidente da República.

A Petrobras enviou questionamentos ao governo sobre declaração. “A Petrobras… informa que indagou o seu acionista controlador, por meio do Ministério de Minas e Energia, ao qual a companhia está vinculada, de acordo com a Lei 9.478/1997, sobre a existência de informações relevantes que deveriam ser divulgadas ao mercado”, afirmou, em comunicado ao mercado na noite de ontem.

“Até o momento, a companhia não recebeu resposta do MME”, acrescentou a Petrobras no comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O mercado segue acompanhando ainda as negociações em torno do Orçamento de 2021. Os ruídos entre Executivo e Legislativo têm pesado sobre as ações nos últimos dias, após aprovação pelo Congresso de um orçamento considerado irreal pela equipe econômica. Bolsonaro precisa decidir se veta ou sanciona o Orçamento até 22 de abril. “Até que a gente tenha um desfecho nessa frente, o mercado de câmbio e também o de juros vão continuar sentindo a fragilidade dos fundamentos”, disse Victor Beyruti, economista da Guide.

O dólar recua 0,83% ante o real na manhã desta quinta-feira, negociado a R$ 5,59 na venda, devolvendo a alta da véspera, em dia de otimismo global e busca por ativos de risco após o banco central dos Estados Unidos reforçar expectativas de manutenção de farta liquidez, o que beneficia países emergentes, como o Brasil.

Em Wall Street, os índices acionários operam em campo misto e próximos da estabilidade. Dados divulgados nesta manhã revelam crescimento no número de novos pedido de auxílio desemprego no país, para 744 mil solicitações na semana encerrada em 3 de abril.

O relatório de emprego da semana passada informou que a economia norte-americana criou 916 mil vagas de trabalho em março, maior quantidade em sete meses. Ainda assim, o emprego permanece 8,4 milhões de postos de trabalho abaixo do pico de fevereiro de 2020. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).