Lucro da Dow dispara com alta nos preços após tempestade de gelo no Texas

Rebecca Cook/Reuters
Rebecca Cook/Reuters

A Dow estimou que a receita no segundo trimestre vai somar entre US$ 12,4 bilhões e US$ 12,9 bilhões

O grupo petroquímico norte-americano Dow divulgou hoje (22)  uma previsão de receita trimestral acima do esperado pelo mercado depois que os resultados da empresa no primeiro trimestre foram impulsionados por salto nos preços de produtos químicos após a onda de frio que congelou o Texas.

Os preços subiram 14% no primeiro trimestre ante os três últimos meses do ano passado, puxados por ganhos nos segmentos de embalagens e poliuretanos usados em móveis, uma vez que o encolhimento da oferta gerado pelo inverno rigoroso no Texas veio em meio a uma recuperação de demanda.

LEIA MAIS: Ibovespa sobe e encosta nos 121 mil pontos; Dow e S&P 500 renovam máximas

A Dow estimou que a receita no segundo trimestre vai somar entre US$ 12,4 bilhões e US$ 12,9 bilhões ante a estimativa média de analistas de faturamento de US$ 11,25 bilhões.

“Apesar da restrição à oferta, vemos a demanda crescendo com a continuação da recuperação da economia, principalmente em embalagens, construção, produtos eletrônicos e duráveis”, afirmou o presidente-executivo da Dow, Jim Fitterling.

Uma onda de frio congelante no Texas em meados de fevereiro atingiu a oferta de matérias-primas, forçando várias fábricas de produtos químicos na costa do Golfo dos Estados Unidos, incluindo unidades da Dow, a interromperem operações.

Analistas, porém, afirmaram que como parte do impulso aos resultados da Dow no trimestre foi causada pela tempestade de gelo eles não são sustentáveis. Além disso, capacidade adicional que deve entrar em operação nos próximos meses deve aumentar a oferta o que vai pressionar os preços.

A companhia teve lucro líquido ajustado de US$ 1,36 por ação no primeiro trimestre, superando as estimativas de analistas de US$ 1,14 por papel, segundo dados da Refinitiv. A receita líquida somou US$ 11,88 bilhões, acima dos US$ 11,09 bilhões esperados, em média, por analistas. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).