Pix pode ter saque em dinheiro a partir do segundo semestre

SOPA Images/GettyImages
SOPA Images/GettyImages

Os recursos poderão ser sacados em lojas, empresas e bancos 24 horas que tenham celebrado contrato com instituição financeira ou de pagamento

O Pix poderá permitir o saque de recursos em espécie a partir do segundo semestre deste ano, com a possibilidade de quatro saques gratuitos por mês de valor máximo diário de R$ 500, segundo regras colocadas em consulta pública pelo Banco Central hoje (10).

O Pix Saque será exclusivamente para retirada de recursos em espécie, enquanto o Pix Troco também envolverá saques, mas sempre associados a uma compra de bem ou serviço.

Os recursos poderão ser sacados em lojas, empresas e bancos 24 horas que tenham celebrado contrato com instituição financeira ou de pagamento, disse o BC em nota. Os próprios bancos também poderão oferecer o Pix Saque em suas redes próprias de caixas eletrônicos.

Os estabelecimentos que passem a oferecer as novas funções do Pix terão liberdade para definir dias e horários em que disponibilizarão o serviço e sobre que formato (saques apenas em múltiplos de 10, por exemplo).

“As duas inovações trarão mais conveniência aos usuários, ampliando a capilaridade do serviço de saque; e o aumento da competição ao proporcionar melhores condições de oferta e de precificação dos serviços de saques, principalmente pelas instituições digitais e todas as demais instituições que não contam com rede própria de agências ou de ATMs”, disse o BC.

As regras poderão ser aperfeiçoadas a partir das sugestões recebidas na consulta pública, que receberá contribuições até 9 de junho. (com Reuters)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).