Agroindústria cervejeira cresce 14,4% em 2020

Gettyimages
Gettyimages

No ano passado, foram registradas 204 novas cervejarias em todo o país

As cervejarias, agroindústria responsável por uma paixão nacional, contabiliza atualmente exatas 1.383 unidades registradas no Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Os dados desse mercado foram divulgados hoje (30) e constam no Anuário da Cerveja 2020, um compêndio com estatísticas e dados do setor. Com a abertura da primeira fábrica da bebida no Acre, pela primeira vez na história dessa agroindústria todos os estados do país possuem ao menos uma unidade.

As novas cervejarias abertas no ano passado somaram 204 unidades. Mas, do total que estava em atividade, 30 cancelaram seus registros, o que representa um aumento no ano de 174 cervejarias em relação a 2019, alta de 14,4%. “A expansão do mercado cervejeiro no Brasil vem crescendo nos últimos dez anos, e essa tendência se manteve em 2020, mesmo com as dificuldades impostas pela pandemia”, diz Carlos Vitor Müller, coordenador-geral de Vinhos e Bebidas do Mapa.

LEIA TAMBÉM: Por que a Praya investe em sustentabilidade e quer ser cerveja de um rótulo só

A tendência de concentração de cervejarias nas regiões sul e sudeste se manteve , com 85,6% dos estabelecimentos registrados nessas regiões. “Na região sul há uma grande concentração de imigração de povos de origem europeia, então essas cidades têm uma propensão maior a ter atividades relacionadas à produção dessas bebidas”, diz Müller. Além disso, essa concentração pode ser explicada pela maior atividade econômica nessas duas regiões.

Não por acaso, o estado de Santa Catarina aparece em primeiro lugar, com 41.443 habitantes por cervejaria registrada. Em nível municipal, nove dos dez municípios com maior densidade de cervejaria por habitante estão no Rio Grande do Sul, com destaque para Santo Antônio do Palma (RS), com 1.062 habitantes por cervejaria registrada no Mapa.

Mas, na rota do crescimento, as maiores expansões dessa agroindústria em 2020 ocorreram no Nordeste. Os estados com maior crescimento no número de cervejarias foram Piauí, com 200%, e Paraíba, com alta de 60%. O estado com mais cervejarias registradas continua sendo São Paulo, com 285 estabelecimentos, alta de 18,2% em relação a 2019. Entre os municípios, o destaque em 2020 ficou para Ribeirão Preto (+50%) e São Paulo (+44%). O número de municípios com cervejarias chegou a 609, com crescimento de 5% em 2020.

Em relação a novos produtos, em 2020 foram concedidos 8.459 registros, o que representa uma redução de 15% ante 2019. É a primeira vez, desde 2008, que ocorre uma redução no número de novos registros de produto para cerveja.

A queda pode ser explicada por um menor volume de lançamentos de novos produtos pelas cervejarias no ano passado. “Sabemos que muitos desses lançamentos de novos produtos foram impactados pela pandemia, pelas restrições de consumo e restrições econômicas de forma geral”, diz Müller. O estado de São Paulo registrou 2.347 novos produtos em 2020, seguido por Santa Catarina com 1.413 registros 1.413 e Minas Gerais, com 1.233. O número total de registros de produto para cerveja chegou a 33.963 no país, no ano passado. (Com Mapa)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).