Michelin concede estrela a restaurante vegano

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Um restaurante vegano francês foi premiado com uma estrela Michelin, pela primeira vez na história

A maioria dos vegetarianos e veganos franceses dirá que não é fácil evitar carne na França, a terra do “savoir faire” culinário, embora a situação esteja mudando um pouco. Cada vez mais, opções vegetarianas podem ser encontradas em todo o país –desde 2018, as escolas foram legalmente obrigadas a oferecer opções vegetarianas ou veganas um dia por semana.

Isso parece ser confirmado pelo fato de a Michelin ter concedido uma de suas estrelas a um restaurante perto de Bordeaux que serve apenas pratos sem proteína animal. O restaurante chama-se ONA, que significa Origine Non Animale (origem não animal). Sua proprietária e chef, Claire Vallée, ficou um tanto chocada quando recebeu o telefonema do guia. A Michelin disse à AFP que o ONA é o primeiro restaurante vegano a ganhar uma estrela.

Leia Também: Guia Michelin oferece consolo aos chefs franceses afetados pela Covid

O restaurante ONA está localizado em Ares, perto da bacia de Arcachon, um resort à beira-mar no sudoeste da França, conhecido por sua paisagem selvagem, cultivo de ostras e a maior duna de areia da Europa, a Dune du Pilat. Vallée disse ao canal France 3 que “foi um dos melhores momentos da minha vida” e que ela está extremamente orgulhosa de sua equipe.

O “The Local” informou ainda que a ONA também recebeu uma estrela verde, que a Michelin começou a dar no ano passado pela excelência em práticas éticas. Vallée iniciou o negócio em 2016, com um empréstimo do banco verde Le Nef e uma campanha de crowdfunding bem-sucedida, acumulando € 10.000 (US$ 12.124). Ela contou à AFP que os bancos tradicionais disseram que “as perspectivas para o veganismo e alimentos à base de plantas eram muito incertas”.

A Michelin foi criticada por apresentar seus prêmios anuais durante a pandemia de Covid-19, quando a maioria dos restaurantes está fechada. Gwendal Poullennec, diretor do Guia Michelin, defendeu a decisão de continuar em 2021, como forma de apoiar a indústria –crucialmente, ninguém perdeu estrelas neste período tumultuado. Outros guias de alimentação decidiram cancelar os prêmios do ano.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).