Os 31 vulcões mais ativos do mundo

Sebastián Crespo/Getty Images
Sebastián Crespo/Getty Images

O vulcão Tungurahua, no Equador, em erupção

No último dia 12, a ilha caribenha de São Vicente registrou a maior erupção do vulcão La Soufrière. A estrutura geológica já havia dado sinais de atividade dias antes, depois de décadas de inércia. Especialistas em vulcões alertaram sobre um possível desastre.

Na sequência, os experts incluíram outros vulcões das proximidades e ao redor do mundo numa lista de ameaças significativas. Recentemente, na Península de Reykjanes, na Islândia, por exemplo, um deles entrou em erupção após 800 anos de inatividade.

LEIA TAMBÉM: Guia de viagem pelo Monte Etna: conheça a fundo o vulcão mais alto da Europa

Com novos dados científicos sobre radiação térmica, resultantes dos satélites da Nasa Terra e Aqua, especialistas estão cada vez melhores em localizar zonas de perigo com antecedência e, assim, ganhar tempo para a evacuação da população local. Alguns deles acreditam que a maior temperatura da Terra, fruto do aquecimento global induzido pelos seres humanos, provavelmente ajudará a aumentar a incidência de erupções vulcânicas.

Conversei com o Dr. Greg A. Valentine, professor de geologia e vulcanologista no Centro de Estudos de Ameaças Geológicas, que disse: “Se olharmos em uma escala global, a quantidade de atividade de erupção não está aumentando. Temos muito mais conhecimento e uma melhor conectividade com vídeos, a rápida disseminação de dados e mais pessoas compartilhando informações nos dias de hoje do que uma década atrás. Portanto, não é que a atividade tenha aumentado tanto. Nós é que estamos mais atentos a ela”.

“Os vulcões que entraram em erupção agora tem bastante visibilidade”, continua Valentine. “Lugares como a Islândia ou a ilha no Caribe de São Vicente, já entraram em erupção antes e só estão fazendo o que é natural – eles adormecem por longos períodos de tempo, mas depois acordam e se tornam ativos por um período.”

Entre as áreas mais ativas do mundo, a Indonésia lidera a lista com seis erupções em atividade. Com a erupção na ilha de São Vicente, o Caribe é a mais nova região a ser observada. As Índias Ocidentais, Nicarágua, Granada e Costa Rica também estão em zona de alerta para novas erupções. O leste do Caribe hoje tem 19 vulcões ativos, entre eles o vulcão subaquático Kick ‘em Jenny, perto da ilha de Granada, agora está em alerta máximo para iates na área.

Veja, na galeria de fotos a seguir, os vulcões mais ativos do mundo (e os que devemos prestar atenção), segundo o vulcanologista alemão Dr. Tom Pfeiffer:

  • Europa

    Stromboli (Ilhas Eólias, Itália) (foto)

    Stromboli, em uma pequena ilha ao norte da Sicília, é um dos vulcões mais ativos do mundo, com explosões e fluxos de lava reluzentes frequentes.

    Etna (Sicília, Itália)

    O Monte Etna, na Sicília, é o maior e mais ativo vulcão da Europa. As sucessivas erupções também incluem grandes fluxos de lava, mas raramente representam uma ameaça às áreas habitadas.

    Fique de olho

    Em uma possível erupção no vulcão italiano Campos Flégreos, perto da região de Nápoles.

    Getty Images
  • Islândia

    Fagradalsfjall (Reykjanes Peninsula, Islândia)

    Pela primeira vez na história, a montanha Fagradalsfjall entrou em erupção em março de 2021, seguido de uma forte crise sísmica.

    Fique de olho

    Na Islândia, atenção para uma possível erupção do vulcão Grímsvötn.

    tomasfreyr/500px/Getty Images
  • África

    Erta Ale (Depressão de Danakil, Etiópia) (foto)

    Famoso por seu constante lago de lava, o Erta Ale esteve em atividade pela maior parte das últimas décadas, desde o seu descobrimento nos anos de 1960.

    Nyiragongo (Congo)

    Um dos vulcões mais bonitos e ativos do planeta fica próximo ao Lago Kivu, na fronteira oriental do Congo com Ruanda, no Virunga National Park. É ali que fica o maior lago de lava do mundo.

    Fique de olho

    Atente-se para possíveis erupções no Congo com o vulcão Nyamuragira, nas Ilhas Barren e Mayotte no Oceano Índico, o Ol Doinyo Lengai na Tanzânia e o Piton de la Fournaise na ilha da Reunião.

    Barcroft Media/Getty Images
  • Indonésia

    Com mais de 13 mil ilhas, a Indonésia é líder no mundo quando o assunto é o maior número de vulcões ativos – e também no número de fatalidades ocasionadas pela atividade vulcânica da região.

    Sinabung (Sumatra, Indonésia) (foto)

    Dukono (Halmahera, Indonésia)

    Ibu (Halmahera, Indonésia)

    Merapi (Central Java, Indonésia)

    Semeru (East Java, Indonésia)

    Lewotolo (Ilhas Sunda Menores)

    Fique de olho

    Fique atento para possíveis erupções em Sumatra, com o vulcão Kerinci, em East Java com os vulcões Raung e Bromo, na ilha Siau com Karangetang, Sulawesi do Norte com o Soputan, Estreito de Sunda com Krakatau e na Indonésia com o vulcão Sangeang Api.

    SOPA Images/Getty Images
  • México, América Central, Caribe

    Popocatépetl (México)

    Este é um dos vulcões mais ativos do México. No passado, grandes erupções provocaram grandes deslizamentos de lama que aterraram assentamentos astecas e até mesmo pirâmides inteiras, de acordo com os historiadores.

    Santiaguito (Guatemala)

    O mais proeminente de uma cadeia de grandes vulcões que se ergue acima da planície costeira do Pacífico na Guatemala. Em 1902, uma erupção devastou grande parte do sudoeste do país.

    Fuego (Guatemala) (foto)

    Um dos vulcões mais ativos da América Central. Frequentemente provoca fontes intensas e espetaculares de lava e altas cinzas vulcânicas.

    Pacaya (Guatemala)

    Esse vulcão, constantemente ativo nos últimos séculos, tem erupções explosivas e fluxo de lava.

    La Soufrière (West Indies, São Vicente)

    O mais novo dos vulcões da ilha de São Vicente produz erupções explosivas frequentemente. Grande parte do norte da ilha foi devastada por uma erupção imensa em 1902 – que coincidiu com a trágica erupção do Monte Pelée em Martinica.

    Masaya (Nicarágua)

    Com fluxos de lava que cobrem a maior parte do solo e criam um lago, esse é um dos vulcões mais ativos da Nicarágua.

    Fique de olho

    Cuidado com as possíveis erupções nas Índias Ocidentais com o Soufrière de Guadelupe, o Kick ‘em Jenny, em Granada e Pelée. Na Nicarágua, atenção para o vulcão San Cristobal e, na Costa Rica, com o Rincón de la Vieja.

    Barcroft Media/Getty Images
  • América do Sul

    Reventador (Equador)

    Sangay (Equador)

    Sabancaya (Peru) (foto)

    Nevados de Chillán (Chile)

    Fique de olho

    Fique atento a possíveis erupções em várias regiões da Colômbia, entre elas Nevado del Ruiz, Machin, Nevado del Huila, Sotará, Galeras, Cumbal e Cerro Negro de Mayasquer. No Chile, atenção com Villarrica e a Laguna del Maule.

    Mark Newman/Getty Images
  • Antártica

    Erebus (Antártica)

    O Erebus está entre os vulcões ativos localizados nas áreas mais inóspitas e remotas do mundo. É famoso por seu ativo lago de lava fervente.

    James Moore/Getty Images
  • Estados Unidos

    Kilauea (Havaí)

    Fique de olho

    Atente-se para uma possível erupção no Mauna Loa (na grande ilha do Havaí) e no vulcão Veniaminof, no Alasca.

    Jim Wiltschko/Getty Images
  • Rússia

    Shiveluch (Kamchatka) (foto)

    Além de ser um dos maiores vulcões da região, é o que já teve as erupções mais violentas

    Ebeko (Paramushir, Ilhas Curilhas)

    Fique de olho

    Atente-se para erupções em Kamchatka, incluindo Karymsky e Bezymianny.

    geyzer/Getty Images
  • Pacífico Sul

    Yasur (Vanuatu)

    Fique de olho

    Cuidado com as possíveis erupções em Vanuatu, no Gaua e Lopevi, além de múltiplas localidades: Kadovar na Papua Nova Guiné, Langila na Nova Bretanha, Bagana na ilha Bouganville e Manam.

    Pietro Pazzi/Getty Images
  • Japão

    Sakurajima (Kyushu, Japão)

    Fique de olho

    No Japão, atente-se para erupções em Kuchinoerabu-jima, Suwanose-jima, Kikai, Kusatsu-Shirane (todos nas ilhas Ryuku), Asama em Honshu e Nishino-shima nas Ilhas Vulcano.

    Chiara Salvadori/Getty Images
  • Filipinas

    Taal (Luzon) (foto)

    Taal foi responsável por uma das maiores e mais mortais erupções da área, causando um dos piores desastres vulcânicos da história.

    Pinatubo (Luzon)

    Mayon (Luzon)

    Canlaon (Filipinas)

    gionnimixxx/Getty Images

Europa

Stromboli (Ilhas Eólias, Itália) (foto)

Stromboli, em uma pequena ilha ao norte da Sicília, é um dos vulcões mais ativos do mundo, com explosões e fluxos de lava reluzentes frequentes.

Etna (Sicília, Itália)

O Monte Etna, na Sicília, é o maior e mais ativo vulcão da Europa. As sucessivas erupções também incluem grandes fluxos de lava, mas raramente representam uma ameaça às áreas habitadas.

Fique de olho

Em uma possível erupção no vulcão italiano Campos Flégreos, perto da região de Nápoles.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).