Under 30 Gabrielli Fleming aposta em importadora de vinhos naturais

Giuliana Nogueira
Giuliana Nogueira

Gabrielli Flaming [foto] é a sócia do premiado restaurante paulistano Cepa e Under 30 2020 da Forbes na categoria gastronomia

Quem segue a sommelière Gabrielli Fleming nas redes sociais sabe que o amor da expert em vinhos pelos rótulos naturais (com produção orgânica, sem conservantes e leveduras selecionadas) não é de hoje. Para dar vazão ao sentimento, a sócia do premiado restaurante paulistano Cepa e Under 30 2020 da Forbes na categoria gastronomia resolveu dar continuidade a um sonho antigo: abrir sua própria importadora. “É algo que sempre quis fazer, mas importar aqui no Brasil é muito difícil, a tributação é muito alta”, conta, comentando que sempre foi fascinada por vinhos naturais e pequenos produtores e se uniu a um amigo para fazer a melhor seleção possível.

Gabrielli conta que, apesar de a pandemia estar sendo muito dura com o universo de bares e restaurantes, o momento certo foi justamente durante a crise, quando o consumo de vinho cresceu exponencialmente. “Esperamos o momento certo. Mesmo sendo horrível, pensamos que, como as pessoas não podem viajar, elas consumiriam aqui.”

LEIA MAIS: 30 opções de presentes gourmet para o Dia das Mães

O e-commerce do Cepa Vinhos deve ser lançado em cerca de duas semanas. Por enquanto, os 19 rótulos de seis produtores franceses podem ser adquiridos pelo Instagram @cepa.vinhos e consumidos no restaurante. “É um projeto meu, em paralelo ao Cepa. Todos os vinhos são naturais e muito raros, são quantidades pequenas de produtores desejados no mundo todo”, pontua. 

Ela explica que tem a vontade de importar rótulos de diferentes países, porém, pelo amor pessoal pela França resolveu focar no berço europeu do vinho. “Além disso, o público dos vinhos naturais gosta muito da França. E realmente não tem nada mais maravilhoso”, dia.

No pequeno e delicioso catálogo do Cepa Vinhos é possível encontrar preciosidades do mundo da vitivinicultura natural, como o cuvée Leandre (R$ 554), do Domaine Pignier (fundado no século 18), feito a partir de 11 castas antigas existentes na propriedade, entre outros.  

Para Gabrielli a tendência é um caminho sem volta. Ela diz acreditar que seja uma evolução de paladar unida à uma migração ideológica, de quem busca alternativas sustentáveis. “Os vinhos naturais são de terroir, tem mais digestibilidade e é possível identificar melhor até a região de onde ele vem. Se você não é militante de orgânico e sustentabilidade, você sente a diferença de pureza no vinho”, finaliza.

  • Goose Island lança rótulo especial à base de sobras de pão

    A Goose Island resolveu movimentar o mercado das parcerias locais e lançar a Neighborhood Goose, um rótulo limitado feito a partir de 30 quilos de sobras de pães das padarias Batard e Kez Padaria, do bairro de Pinheiros, em São Paulo. Com 50 na escala IBU de amargor e 5,5% de teor alcoólico, a cerveja de coloração dourada traz o dulçor do trigo para o copo do bar. “Os pães de fermentação natural foram usados no preparo de uma cerveja de corpo médio e naturalmente turva. Ou seja, dá para sentir o pão no aroma e no sabor da cerveja, que tem notas torradinhas de biscoito e um sutil adocicado proveniente da fermentação”, explica Guilherme Hoffmann, mestre cervejeiro da marca. A Neighborhood Goose está disponível em Choop no Brewhouse e para pedidos no Rappi.

    Divulgação
  • Uísque Port Charlotte 10 Anos chega ao Brasil

    A Interfood está trazendo para o país o premiado Port Charlotte 10 Years Old. Concebido, destilado, envelhecido e engarrafado na Ilha de Islay, conhecida por seu terroir de características peculiares, o malte 100% escocês é produzido pela destilaria premium Bruichladdich e envelhecido por 10 anos. Com textura macia, equilibrada e notas defumadas de coco, baunilha, mel e salino no sabor, tem aroma que mescla brownie, caramelo salgado, chocolate, gengibre, noz-moscada, casca de laranja flambada e um fundo de algas marinhas. O lançamento estará disponível na Caledonia Whisky & Co, na Whisky Rio e no Single Malt por R$ 1.689,57.

    Divulgação
  • Nathan’s Famous abre primeiro ponto físico no Brasil

    Uma das maiores redes de fast-food do mundo, a Nathan’s Famous, de cachorros quentes, chegou ao Brasil recentemente e agora já tem ponto físico. Trata-se de um um quiosque na região dos Jardins (a marca faz delivery via iFood e Rappi). Diferente do convencional hot-dog paulista, a franquia oferece os sabores da clássica versão norte-americana, com salsicha 100% bovina e grelhada, que pode ser acompanhada de ketchup, mostarda, chucrute, bacon e queijo. Outra opção do menu é o Corn Dog, salsicha empanada na massa de milho. O responsável pela vinda da marca ao Brasil é Alê Flit, empresário que acredita que, apesar de audaciosa, a estratégia de negócios deve render bons frutos. “Nosso objetivo é oferecer a melhor experiência da categoria e trazer o tradicional sabor americano do hot-dog aos nossos clientes”, afirma.

    Divulgação
  • Nespresso lança sistema Vertuo com tecnologia exclusiva e pegada sustentável

    Celebrando os 15 anos de operação no Brasil, a Nespresso apresenta neste mês o sistema Vertuo, que promete atender a demanda doméstica por cafés extraídos de diferentes formas e tamanhos. O modelo oferece 18 variedades de cápsulas em até quatro medidas diferentes – Mug (230ml), Gran Lungo (150ml), Double Espresso (80ml) e Espresso tradicional (40ml). Outra novidade é a tecnologia Centrifusion™, que combina a força centrífuga com a infusão de água. A linha contará também com cápsulas e embalagens feitas de material 99,5% reciclado, além da função de desligamento automático para minimizar o uso de energia.

    Divulgação
  • Torteria inaugura loja na zona leste de São Paulo

    No próximo dia 15, a Torteria se prepara para abrir as portas da primeira loja no Tatuapé, zona leste de São Paulo. Com a inauguração, a marca passa a somar quatro pontos, todos geridos pelos sócios Juliana e Marina Mangione, Fernando Martins e Angela Anastassiadis.
    A ampliação da operação, para além da novidade, simboliza um novo passo da capilarização da marca. “Identificamos que havia essa demanda e o novo espaço fica em uma região que vem se desenvolvendo muito na área da gastronomia”, contam os sócios. O cardápio seguirá a fórmula das demais lojas, com opções preparadas artesanalmente. Entre elas, as receitas de sucesso do chef Fernando Martins, como a torta de carne desfiada, cerveja preta e cebola caramelizada (R$ 86 a média), a de amêndoas, limão siciliano e geleia de frutas vermelhas (R$ 93 a média), entre diversas outras opções que também estarão disponíveis para delivery e retirada.

    Divulgação

Goose Island lança rótulo especial à base de sobras de pão

A Goose Island resolveu movimentar o mercado das parcerias locais e lançar a Neighborhood Goose, um rótulo limitado feito a partir de 30 quilos de sobras de pães das padarias Batard e Kez Padaria, do bairro de Pinheiros, em São Paulo. Com 50 na escala IBU de amargor e 5,5% de teor alcoólico, a cerveja de coloração dourada traz o dulçor do trigo para o copo do bar. “Os pães de fermentação natural foram usados no preparo de uma cerveja de corpo médio e naturalmente turva. Ou seja, dá para sentir o pão no aroma e no sabor da cerveja, que tem notas torradinhas de biscoito e um sutil adocicado proveniente da fermentação”, explica Guilherme Hoffmann, mestre cervejeiro da marca. A Neighborhood Goose está disponível em Choop no Brewhouse e para pedidos no Rappi.

Colaborou Maria Laura Saraiva

 
Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).