Primeiros norte-americanos podem receber vacina contra Covid-19 em 11/12

 Marko Geber/Getty Images
Marko Geber/Getty Images

Consultores da FDA se reunirão dia 10 de dezembro para discutir autorização de uso emergencial do imunizante

Os primeiros norte-americanos poderão receber a vacina contra a Covid-19 já em 11 de dezembro, disse o pesquisador-chefe do programa de vacinas do governo dos Estados Unidos hoje (22).

“Dentro de 24 horas a partir da aprovação a vacina estará em movimento para as áreas onde cada Estado terá nos informado querer as doses”, disse o doutor Moncef Slaoui, integrante do programa “Operação Warp Speed”, ao programa “Meet the Press” da NBC.

LEIA MAIS: Indiana Bharat Biotech oferece potencial vacina contra Covid-19 ao Brasil

Os consultores externos da Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês) se reunirão no dia 10 de dezembro para discutir se autorizam a vacina contra Covid-19 desenvolvida pela Pfizer com sua parceira alemã BioNTech para uso de emergência.

A vacina, que requer duas doses administradas com cerca de três semanas de intervalo, demonstrou ser 95% eficaz, sem maiores problemas de segurança. A Pfizer espera ter doses suficientes para proteger 25 milhões de pessoas até o final do ano.

A vacina será distribuída com base na população de cada Estado, disse Slaoui. Cada Estado decidirá quem recebe a vacina primeiro, com a recomendação de que seja dada prioridade aos profissionais de saúde, trabalhadores da linha de frente e idosos que enfrentam os maiores riscos de morrer pelo vírus.

LEIA TAMBÉM: Pfizer prevê implantação rápida de vacina contra Covid-19 na América Latina

Cerca de 70% da população precisa ser imunizada para obtenção da imunidade coletiva, meta que o país pode atingir até maio, disse ele. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).