São Paulo é a nona cidade mais insalubre do mundo, segundo empresa britânica

Getty Images/Stock Lapse
Getty Images/Stock Lapse

São Paulo é a única cidade brasileira no estudo da Lenstore

Agora, todos nós já estamos familiarizados com a Covid-19, algo sobre o qual tínhamos muitas dúvidas – e até subestimamos – no ano passado. Mas alguns relatórios revelam que os norte-americanos estão ficando mais saudáveis durante a pandemia. Uma pesquisa da Parade / Cleveland Clinic descobriu que muitas pessoas estão cozinhando refeições mais saudáveis, cuidando de seus cuidados médicos e riscos à saúde, conectando-se com seus entes queridos de novas maneiras e encontrando alegria onde podem. Todas essas mudanças – que os entrevistados esperam que continuem a longo prazo – contribuem para uma perspectiva de saúde mais forte.

Ainda assim, os Estados Unidos ainda têm um longo caminho a percorrer, de acordo com um estudo recente da empresa do ramo da saúde Lenstore, analisou 44 cidades globais para determinar os melhores – e piores – lugares para se ter uma vida saudável e feliz. Fitness e dieta não são as únicas medidas de saúde; o ambiente ao redor de uma cidade também desempenha um grande papel. A Lenstore analisou 10 indicadores que variam de horas de sol ao custo médio de uma academia e expectativa de vida para determinar quais cidades são as melhores para uma vida saudável.

LEIA MAIS: 10 cidades mais caras do mundo para viver em 2020

“Nossa saúde nunca foi tão importante e é realmente interessante ver que levar uma vida saudável e feliz pode ser influenciada por sua localização de forma significativa”, diz Roshni Patel, gerente de serviços profissionais da Lenstore. “As semanas de trabalho mais curtas e os baixos níveis de poluição provaram ser um grande sucesso para cidades no norte da Europa, como Copenhague e Estocolmo, apesar de esses locais receberem algumas das horas mais baixas de sol a cada ano.”

Mas outros fatores também podem contribuir muito para um estilo de vida saudável. Algumas cidades oferecem atividades ao ar livre e custos mais baixos para aqueles que priorizam o condicionamento físico. “Manter-se em forma e saudável também pode se tornar caro com associações a academias e custos de mantimentos que variam em diferentes cidades. É ótimo ver cidades com centenas de atividades ao ar livre que podem ser desfrutadas gratuitamente. Com muitos fatores diferentes, é importante considerar quais são os mais importantes para você levar o estilo de vida mais saudável e feliz possível ”, diz Patel.

Seis cidades dos EUA ficaram na metade inferior do ranking global da Lenstore. Nova York e Washington D.C. classificaram-se em terceiro e quarto lugar das mais prejudiciais à saúde, respectivamente. Além disso, quatro outras cidades do país – San Francisco, Chicago, Boston e Los Angeles – ficaram aquém nas métricas analisadas.

Com os Estados Unidos enfrentando alguns dos níveis mais altos de obesidade do mundo – 36% da população adulta – e as principais cidades incapazes de lidar com longas e estressantes jornadas de trabalho, não é de se admirar que tantas cidades do país lutem com indicadores de saúde. Conversamos com a porta-voz da Lenstore, Erika Morciano, para entender o que mais pode estar contribuindo para a saúde precária das cidades norte-americanas.

“Além dos altos níveis de obesidade, Nova York e Washington D.C. têm alguns dos preços mais altos de inscrição em academias, em comparação com os outros países analisados”, diz Erika. “Os preços altos significam que as academias não são necessariamente acessíveis a todos os cidadãos da cidade, o que é uma das razões pelas quais ela se classificou tão mal em relação a outras cidades.”

“Além disso, descobrimos que Washington D.C. tem um número menor de atividades externas em comparação com outras localidades analisadas. A pesquisa mostra que a cidade atualmente tem apenas 83 atividades externas em comparação com Amsterdã, que tem mais de 400.” Esse é um contraste gritante que inevitavelmente levou à má classificação da capital dos Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM: São Paulo é eleita cidade mais inteligente e conectada do Brasil em ranking

E embora os nova-iorquinos amem sua comida para viagem, geralmente não é a opção mais saudável. “Os inúmeros lugares disponíveis para comer fora e os altos níveis de poluição são apenas algumas das razões pelas quais vemos Nova York ser classificada como muito menos saudável do que outras cidades urbanas globais”, diz Erika.

Amsterdã é a cidade mais saudável no estudo da Lenstore. Com notas altas em todas as métricas, a capital da Holanda é famosa por ser amigável para bicicletas e possui abundantes e pitorescos passeios pelos canais. Há quase 2 mil horas de sol por ano, e os residentes de Amsterdã aproveitam toda essa vitamina D trabalhando menos horas por semana do que em outras cidades. Além disso, a Holanda como um todo tem níveis relativamente baixos de obesidade (20%), expectativa de vida alta (81,2 anos) e altos níveis de felicidade.

São Paulo é a única cidade brasileira no estudo da Lenstore. A capital paulista aparece na 9ª posição no ranking.

Veja, na galeria de fotos a seguir, as 20 cidades mais insalubres do mundo:

  • 1.Cidade do México

    Getty Images/John Coletti
  • 2.Moscou

    Getty Images/Poca
  • 3.Nova York

    Getty Images/Kolderal
  • 4.Washington D.C.

    Getty Images/Win Initiative
  • 5.Milão

    Getty Images/Francesco Vaninetti Photo
  • 6.Joanesburgo

    Getty Images/Artherng
  • 7.Londres

    Getty Images/Sylvain Sonnet
  • 8.Zurique

    Getty Images/ZaCZhou
  • 9.São Paulo

    Getty Images/Stock Lapse
  • 10.Paris

    Getty Images/Paul Panayiotou
  • 11.São Francisco

    Getty Images/Julius Bagnas EyeEm
  • 12.Bruxelas

    Getty Images/Sir Francis Canker Photography
  • 13.Xangai

    Getty Images/Jackpal Pan
  • 14.Hong Kong

    Getty Images/Martin Puddy
  • 15.Chicago

    Getty Images/Voytekj
  • 16.Tóquio

    Getty Images/Doctor Egg
  • 17.Dublin

    Getty Images/David Soanes Photography
  • 18.Boston

    Getty Images/Cavan Images
  • 19.Mumbai

    Getty Images/Darren Robb
  • 20.Los Angeles

    Getty Images/Barry Winiker

1.Cidade do México

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).