Bernard Arnault ultrapassa Bill Gates e assume a vice-liderança do ranking de bilionários do mundo

Christophe Morin/Getty Images
Christophe Morin/Getty Images

Somente hoje, o bilionário francês obteve ganhos de US$ 3,4 bilhões, o maior do dia entre os mais ricos do mundo

Após uma semana intensa de cancelamentos, processos e comunicados por conta das negociações entre a Tiffany & Co. e o conglomerado LVMH, a sexta-feira (11) terminou bem para Bernard Arnault, o bilionário proprietário do conglomerado europeu de marcas de luxo.

Com a valorização de 3,41% da ações da LVMH na semana e a depreciação dos papéis da Microsoft, de Bill Gates, de 4,77% no mesmo período, as posições se inverteram no ranking de bilionários da Forbes. Bill Gates agora é o 3º entre os mais ricos do mundo, com fortuna de US$ 115 bilhões, enquanto Bernard Arnault assume a vice-liderança, atrás apenas de Jeff Bezos (US$ 186,1 bilhões), com patrimônio líquido estipulado em US$ 119,4 bilhões.

VEJA TAMBÉM: LVMH prepara contra-ataque em processo movido pela Tiffany & Co.

Somente hoje, o bilionário francês obteve ganhos de US$ 3,4 bilhões, o maior do dia entre os mais ricos do mundo. No pregão do dia, os papéis da LVMH registraram aumento de 3,03%, a US$ 491,58, contra US$ 477,13.

Bernard Arnault vive uma disputa transacional com a marca norte-americana de joias Tiffany & Co., cuja aquisição por parte da LVMH foi anunciada em novembro do ano passado com valor recorde de US$ 16,2 bilhões.

Porém, nesta semana, o maior conglomerado de luxo do mundo comunicou o cancelamento do acordo de compra respaldado em um pedido do Ministro das Relações Exteriores da França, Jean-Marc Ayrault, para que as negociações fossem adiadas para o próximo ano, sob pretexto de ameaça dos Estados Unidos em taxar produtos franceses.

O anúncio levou a Tiffany a abrir um processo em Delaware, nos Estados Unidos, para forçar a LVMH a concluir a operação dentro dos termos pré-estabelecidos. Por sua vez, a LVMH disse ontem (10) que revidaria o movimento da marca norte-americana com uma ação também em Delaware, com alegações de má gestão administrativa e violação do acordo de compra.

Após o fechamento dos números do mercado acionário de hoje, a LVMH registrou valor de mercado de US$ 247,5 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).