Os jogadores de futebol mais bem pagos do mundo em 2020

Alex Caparros/Getty Images
Alex Caparros/Getty Images

Messi ocupa a primeira posição com faturamento de US$ 126 milhões

Quando se trata de medir os maiores jogadores do mundo, o foco inevitavelmente se volta para um par de rivais com nomes conhecidos e reivindicações de serem os únicos atletas de esportes de equipe a ganhar US$ 1 bilhão durante a carreira. No entanto, pode ser hora de abrir espaço para um terceiro.

Lionel Messi e Cristiano Ronaldo lideram o ranking dos jogadores de futebol mais bem pagos da Forbes mais uma vez. Após o jogador do Barcelona resolver um drama de contrato, ele ocupa a primeira posição com US$ 126 milhões, enquanto Ronaldo, da Juventus, aparece em segundo lugar com com US$ 117 milhões. Mas os fãs de futebol têm um novo objeto de fascínio: Kylian Mbappé, o atacante do Paris Saint-Germain, que ficou em quarto lugar com US$ 48 milhões.

LEIA MAIS: Como a pandemia ameaça o futuro dos esportes

Mbappé é alvo em ascensão do clube parisiense e da seleção francesa, com 103 gols em todas as competições desde que se tornou profissional há cinco anos. Aos 19 anos, ele se tornou o jogador mais jovem a marcar um gol em uma Copa do Mundo desde o lendário Pelé (que fez isso em 1958 aos 17 anos), enquanto ajudava a seleção francesa a conquistar seu segundo título na história. Ele está à frente dos dois líderes quando tinham sua idade: o duas vezes artilheiro da Ligue 1 já tem 12 gols a mais na carreira que Messi aos 21 anos e 76 a mais que Ronaldo.

Ele também está realizando mais coisas do que quando os dois jogadores estavam na sua idade. O garoto de Bondy, um subúrbio parisiense, se tornou o adolescente mais caro do esporte quando o Paris Saint-Germain desembolsou US$ 215 milhões para seu ex-clube Monaco por seus direitos em 2017 e assinou com ele um contrato que lhe pagará US$ 28 milhões na temporada de 2020. A Nike e a relojoaria de luxo Hublot o apresentam com destaque, e a EA Sports o anunciou como seu garoto propaganda do “FIFA 21”, tornando-o um dos mais jovens a estampar a capa da marca sozinho.

O jogador de 21 anos tem companhia no alto da lista do companheiro de equipe Neymar (3º lugar, com US$ 96 milhões), mas a dinâmica deve mudar, já que Mbappe deverá obter um novo contrato excelente em 2022, quando o atual expirar.

Ao todo, os dez maiores jogadores do mundo devem arrecadar US$ 570 milhões em salários, bônus e endossos nesta próxima temporada impedindo novas pausas por conta da pandemia, que levou a cortes salariais de 30% a 70% na último semestre em toda as Ligas da Europa. A nova lista tem valorização de 11% em relação à temporada 2019-20.

Veja na galeria os dez jogadores mais bem pagos de 2020:

  • 1. Lionel Messi, Barcelona
    Faturamento: US$ 126 milhões
    Salário: US$ 92 milhões
    Patrocínios: US$ 34 milhões

    O Barcelona levou 105 anos para ganhar 64 troféus antes de Messi ingressar em 2005. Nos últimos 16 anos, ele liderou a equipe em mais 34 conquistas, um desempenho que colocou seu nome entre os melhores do esporte –e lhe rendeu US$ 1 bilhão em ganhos na carreira. Recentemente, ele arrastou o mundo do futebol por semanas em um drama, enquanto lutava com o clube a respeito de jogar o último ano de seu contrato. Ele decidiu ficar no Barcelona e vai receber US$ 92 milhões por isso, mas o Alerta Messi 2021 está ligado, com todo mundo prestando atenção aos seus próximos passos.

    Alex Caparros/Getty Images
  • 2. Cristiano Ronaldo, Juventus
    Faturamento: US$ 117 milhões
    Salário: US$ 70 milhões
    Patrocínios: US$ 47 milhões

    Cristiano Ronaldo é o atleta mais popular do planeta, com 457 milhões de seguidores nas redes sociais. Ele também é o mais engajado, segundo o Hookit, exibindo regularmente seu 0% de gordura corporal e boa aparência de garoto-propaganda para a marca pessoal CR7, com grandes parcerias de saúde e bem-estar como Herbalife e shampoo Clear, e o patrocinador vitalício Nike. Em julho, ele postou um vídeo de si mesmo narrando uma carta encorajadora que escreveu para a prodígio do futebol brasileiro de 10 anos, Julia Rosado, e a alegria da menina ao recebê-la, com a mais nova Flight Ball da Nike. Ele é apenas o segundo homem na história, ficando atrás apenas de Ali Daei do Irã, a ter marcado mais de 100 gols internacionais, recente conquista em um jogo da Liga das Nações da UEFA contra a Suécia.

    Getty Images/Reprodução/Forbes
  • 3. Neymar Jr., Paris Saint-Germain
    Faturamento: US$ 96 milhões
    Salário: US$ 78 milhões
    Patrocínios: US$ 18 milhões

    O atacante brasileiro de 28 anos, um dos jogadores mais polarizadores nas partidas por suas atitudes dentro e fora de campo, quadruplicou seu pagamento e críticas quando trocou jogar ao lado de Messi no Barcelona pelo Paris Saint-Germain em agosto 2017. Com a taxa de transferência recorde de US$ 263 milhões e o salário médio de US$ 70 milhões, o PSG está gastando mais de US$ 600 milhões para mantê-lo na capital francesa. Neste ano, a Nike encerrou seu contrato com Neymar, permitindo que ele assinasse com a Puma. Ele abriu a temporada 2020-21 da Ligue 1 com um cartão vermelho por ter dado um leve soco na cabeça de Alvaro Gonzalez, do Marselha, a quem acusou de racismo.

    Dean Mouhtaropoulos/Getty Images
  • 4. Kylian Mbappe, Paris Saint-Germain
    Faturamento: US$ 42 milhões
    Salário: US$ 28 milhões
    Patrocínios: US$ 14 milhões

    Pelo segundo ano consecutivo, Mbappé foi eleito o vencedor da Chuteira de Ouro da Ligue 1, que homenageia o jogador com mais gols do campeonato. Seu clube também ganhou o campeonato mais uma vez, com o título da última temporada declarado em uma base de pontos por partida depois de ter sido interrompido por causa da pandemia do coronavírus. O jogador foi forçado a passar a primeira temporada da Ligue 1 de 2020-21 em quarentena depois de ter testado positivo para Covid-19, mas permaneceu assintomático, segundo seu advogado.

    Getty Images/Reprodução/Forbes
  • 5. Mohamed Salah, Liverpool
    Faturamento: US$ 37 milhões
    Salário: US$ 24 milhões
    Patrocínios: US$ 13 milhões

    Salah atingiu a marca de 20 gols em todas as competições em cada uma das últimas três temporadas no Liverpool, ajudando a impulsionar o clube ao seu primeiro título da Premier League em 30 anos na temporada 2019-20. Ele tem a maior taxa de vitórias de qualquer jogador da liga em mais de 100 partidas. No jogo de abertura do Liverpool em 2020-21, fez um hat-trick –quando o jogador marca três gol em uma única partida. Em fevereiro, o jovem de 28 anos se associou à patrocinadora de longa data Vodafone, para se tornar embaixador de um programa da ONU que leva aprendizagem digital para refugiados no Egito, seu país natal.

    Julian Finney/Getty Images
  • 6. Paul Pogba, Manchester United
    Faturamento: US$ 34 milhões
    Salário: US$ 28 milhões
    Patrocínios: US$ 6 milhões

    O contrato atual de Pogba expira em 2021, embora o Manchester United tenha a opção de estendê-lo por mais um ano. No início de agosto, o atacante francês assustou os fãs ao publicar nas redes sociais que tinha assinado com o Verdansk FC. Acabou sendo um clube fictício em uma brincadeira da patrocinadora Activision para promover a quinta temporada do jogo de videogame “Call of Duty: Warzone”. O jogador de 27 anos também apareceu com Messi e Salah na campanha “Play Never Stops”, da Pepsi.

    Getty Images/Reprodução/Forbes
  • 7. Antoine Griezmann, Barcelona
    Faturamento: US$ 33 milhões
    Salário: US$ 28 milhões
    Patrocínios: US$ 5 milhões

    Desde a decepcionante estreia do francês no Barcelona na temporada passada, surgiram rumores de que o clube está em negociações para uma troca com o PSG por Neymar, a pedido de Messi. Griezmann é um ávido fã do Brooklyn Nets, frequentemente viajando de avião até os EUA para jogos e postando seu apoio nas redes sociais. A estrela do Nets Kevin Durant até ajudou o Barça a revelar a mudança de uniforme de Griezmann, do número 17 para o 7, antes da temporada 2020-21. Em janeiro, ele lançou a Grizi Esports para competir em “FIFA”, “Fortnite”, “CS: Go” e “Rainbow Six”.

    David Ramos/Getty Images
  • 8. Gareth Bale, Real Madrid
    Faturamento: US$ 29 milhões
    Salário: US$ 23 milhões
    Patrocínios: US$ 5 milhões

    Bale continua a bater de frente com o técnico Zinedine Zidane e é o aquecedor de banco mais caro do esporte atualmente. Ele jogou apenas duas das últimas 11 partidas do Real Madrid na La Liga e, no início de agosto, foi deixado de fora dos 24 jogadores do clube na Liga dos Campeões. O galês é um ávido jogador de golfe e divulgou produtos e eventos da TaylorMade nas redes sociais.

    Francois Nel/Getty Images
  • 9. Robert Lewandowski, Bayern Munich
    Faturamento: US$ 28 milhões
    Salário: US$ 24 milhões
    Patrocínios: US$ 4 milhões

    Por causa da pandemia do coronavírus, a France Football, organizadora do Ballon d’Or, decidiu cancelar o prêmio 2020 para o melhor jogador do mundo. A decisão boicota Lewandowski, que era claramente o favorito para vencer. Em todas as competições, o atacante polonês contribuiu diretamente para os 65 gols do Bayern de Munique na última temporada –55 gols e dez assistências em 47 partidas. Na Liga dos Campeões, ele marcou em todas as partidas até a final contra o PSG, na qual seu time venceu com um gol solitário do companheiro Kingsley Coman. Fora do campo, ele é um dos atletas mais populares do TikTok, com 2,4 milhões de seguidores.

    Sebastian Widmann/Bongarts/Getty Images
  • 10. David De Gea, Manchester United
    Faturamento: US$ 27 milhões
    Salário: US$ 24 milhões
    Patrocínios: US$ 3 milhões

    O salário de 24 milhões de dólares de De Gea o torna o goleiro mais bem pago do mundo. Em julho, ele fez sua 400ª aparição no gol em seu nono ano pelo Manchester United e quebrou o recorde do clube de mais partidas sem levar gol. Ele é casado com famosa cantora e atriz espanhola Edurne García desde 2010 e frequentemente promove o trabalho dela em suas contas de mídia social.

    Gareth Copley/Getty Images

1. Lionel Messi, Barcelona
Faturamento: US$ 126 milhões
Salário: US$ 92 milhões
Patrocínios: US$ 34 milhões

O Barcelona levou 105 anos para ganhar 64 troféus antes de Messi ingressar em 2005. Nos últimos 16 anos, ele liderou a equipe em mais 34 conquistas, um desempenho que colocou seu nome entre os melhores do esporte –e lhe rendeu US$ 1 bilhão em ganhos na carreira. Recentemente, ele arrastou o mundo do futebol por semanas em um drama, enquanto lutava com o clube a respeito de jogar o último ano de seu contrato. Ele decidiu ficar no Barcelona e vai receber US$ 92 milhões por isso, mas o Alerta Messi 2021 está ligado, com todo mundo prestando atenção aos seus próximos passos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).