Os 50 atletas mais bem pagos de 2021

Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Os 50 atletas citados neste ranking receberam US$ 2,8 bilhões nos últimos doze meses, um crescimento de 16% em comparação com a última edição desta lista

Naomi Osaka abandonou o torneio de Roland Garros depois que os organizadores do evento a puniram por declarar que não concederia entrevistas durante a competição. LeBron James venceu um campeonato da NBA (Associação Nacional de Basquete, em português) na Disney. Lionel Messi tentou sair do único clube em que atuou na sua carreira. Um Tom Brady de 43 anos liderou o Tamba Bay Buccaneers para um título do Super Bowl. Poucas coisas que ocorreram no ano passado foram normais para os maiores atletas do mundo – e as surpresas se estenderam dos campos para suas contas bancárias.

Embora a pandemia tenha cancelado centenas de eventos esportivos e deixado as ligas profissionais patinando, os 50 atletas mais bem pagos do mundo tiveram um ano recorde. O atleta mais bem pago de futebol. O atleta mais bem pago da NFL – a liga de futebol americano. A atleta mais bem paga. Até mesmo uma receita recorde para um jogador da NBA, mesmo com a liga de basquete norte-americana estabelecendo cortes de salários para a temporada de 2020/2021. Isso tudo ocorreu não só por questões contratuais, mas também por publicidade.

VEJA TAMBÉM: 10 atletas mais bem pagos da última década

Juntos, os 50 atletas citados neste ranking receberam US$ 2,8 bilhões nos últimos doze meses, um crescimento de 16% em comparação com a última edição desta lista. Dentro desse montante, US$ 1 bilhão veio de contratos de publicidade e outras fontes de receita não vinculadas aos campos, quadras e octógonos, estabelecendo um recorde para o top 50.

O lutador do UFC Conor McGregor aparece em primeiro lugar do ranking com US$ 180 milhões de receita, após a venda de sua participação majoritária na companhia de uísque irlandês Proper No. Twelve. A tenista Naomi é a mulher mais bem colocada da lista, ocupando a 12ª posição geral, com US$ 60 milhões, quebrando o recorde que ela mesma tinha estabelecido no ano passado para atletas femininas, quando ficou em 29º com US$ 37,4 milhões.

Neymar é o único atleta brasileiro presente na lista. O jogador de 29 anos do Paris Saint-Germain ficou em 6º lugar, com receita de US$ 95 milhões, no ano passado. Estima-se que seus ganhos com publicidade chegaram a US$ 19 milhões. Puma, Red Bull, Epic Games e Qatar Airways são algumas das marcas que o contrataram como garoto-propaganda.

As receitas, no entanto, aumentaram para todos da lista. A “nota de corte” para o ranking dos 50 atletas mais bem pagos subiu, passando de US$ 28,5 milhões em 2020 para US$ 34 milhões neste ano, o limiar mais alto de todos os tempos.

Confira o ranking dos 50 atletas mais bem pagos de 2020:

  1. Connor McGregor (MMA) – US$ 180 milhões
  2. Lionel Messi (Futebol) – US$ 130 milhões
  3. Cristiano Ronaldo (Futebol) – US$ 120 milhões
  4. Dak Prescott (Futebol Americano) – US$ 107,5 milhões
  5. LeBron James (Basquete) – US$ 96,5 milhões
  6. Neymar (Futebol) – US$ 95 milhões
  7. Roger Federer (Tênis) – US$ 90 milhões
  8. Lewis Hamilton (Automobilismo) – US$ 82 milhões
  9. Tom Brady (Futebol Americano) – US$ 76 milhões
  10. Kevin Durant (Basquete) – US$ 75 milhões
  11. Stephen Curry (Basquete) – US$ 74,5 milhões
  12. Naomi Osaka (Tênis) – US$ 60 milhões
  13. Tiger Woods (Golfe) – US$ 60 milhões
  14. Russell Westbrook (Basquete) – US$ 59 milhões
  15. Patrick Mahomes (Futebol Americano) – US$ 54,5 milhões
  16. James Harden (Basquete) – US$ 51 milhões
  17. David Bakhtiari (Futebol Americano) – US$ 48,5 milhões
  18. Ronnie Stanley (Futebol Americano) – US$ 47,5 milhões
  19. Giannis Antetokounmpo (Basquete) – US$ 47 milhões
  20. Dustin Johnson (Golfe) – US$ 44,5 milhões
  21. Klay Thompson (Basquete) – US$ 44,5 milhões
  22. Joey Bosa (Futebol Americano) – US$ 44 milhões
  23. Kyrie Irving (Basquete) – US$ 44 milhões
  24. Jalen Ramsey (Futebol Americano) – US$ 43,5 milhões
  25. Trent Williams (Futebol Americano) – US$ 43,5 milhões
  26. Myles Garrett (Futebol Americano) – US$ 43 milhões
  27. Max Verstappen (Automobilismo) – US$ 42,5 milhões
  28. Serena Williams (Tênis) – US$ 41,5 milhões
  29. Phil Mickelson (Golfe) – US$ 41 milhões
  30. Damian Lillard (Basquete) – US$ 40,5 milhões
  31. Kylian Mbappé (Futebol) – US$ 40 milhões
  32. Chris Paul (Basquete) – US$ 40 milhões
  33. DeAndre Hopkins (Futebol Americano) – US$ 39 milhões
  34. Leonard Williams (Futebol Americano) – US$ 39 milhões
  35. Jimmy Butler (Basquete) – US$ 38,5 milhões
  36. Marlon Humphrey (Futebol Americano) – US$ 37,5 milhões
  37. Mohamed Salah (Futebol) – US$ 37,5 milhões
  38. Paul George (Basquete) – US$ 37 milhões
  39. Chris Jones (Futebol Americano) – US$ 37 milhões
  40. Anthony Davis (Basquete) – US$ 36 milhões
  41. Aaron Donald (Futebol Americano) – US$ 36 milhões
  42. Matt Judon (Futebol Americano) – US$ 36 milhões
  43. Paul Pogba (Futebol) – US$ 35,5 milhões
  44. Deshaun Watson (Futebol Americano) – US$ 35,5 milhões
  45. Shaquil Barrett (Futebol Americano) – US$ 35 milhões
  46. Novak Djokovic (Tênis) – US$ 34,5 milhões
  47. J.J. Watt (Futebol Americano) – US$ 34,5 milhões
  48. Canelo Álvarez (Boxe) – US$ 34 milhões
  49. Andrés Iniesta (Futebol) – US$ 34 milhões
  50. Robert Lewandowski (Futebol) – US$ 34 milhões

*com Christina Settimi, David Dawkins, Ariel Shapiro e Madeline Berg

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).