Durante mandato, Donald Trump vendeu US$ 118 milhões em propriedades imobiliárias

Divulgação
Divulgação

O Trump International Hotel Las Vegas foi a propriedade mais ativa em termos de vendas durante os anos de presidência

Depois que Donald Trump ganhou a eleição de 2016, os negócios dentro da Trump Organization desaceleraram. Hotéis e prédios tiraram o sobrenome do bilionário de seus empreendimentos, hóspedes do resort de golfe mais importante do presidente reservaram menos estadias e as ofertas para novos negócios secaram.

Tudo isso deixou seus filhos, Eric Trump e Donald Trump Jr., com poucas opções para expandir os negócios do pai. Eles poderiam, no entanto, gerar algum dinheiro com a venda de propriedades. Felizmente, o patriarca da família passou a frequentar o Salão Oval com uma carteira diversa de investimentos – como apartamentos de luxo, lotes não urbanizados e outros imóveis que adquiriu ao longo dos anos. Desde que assumiu o cargo, seus filhos negociaram discretamente vários desses empreendimentos. Enquanto outros negócios ganhavam manchetes, os filhos de Donald Trump descarregaram US$ 118 milhões em bens imobiliários do presidente, fechando negócios em lugares como Nova York, Los Angeles, Charleston, Carolina do Sul e República Dominicana.

VEJA MAIS: Os 10 bilionários que mais enriqueceram durante o governo Trump

Quase todas as vendas ocorreram antes de 2020, quando a pandemia atingiu o mercado imobiliário. A família não comprou quase nada com o dinheiro obtido com as operações, a não ser uma mansão de US$ 18,5 milhões ao lado de Mar-a-Lago que antes pertencia à irmã do presidente, Maryanne Trump Barry. Em vez disso, eles parecem estar usando os recursos principalmente para cuidar de suas propriedades e pagar dívidas.

E, ao que tudo indica, os Trump parecem estar procurando vender ainda mais ativos. No ano passado, eles tentaram vender o Trump International Hotel em Washington, D.C. – por um preço bem acima do que provavelmente vale. Recentemente, eles começaram a considerar a possibilidade de abrir mão de Seven Springs, o luxuoso complexo de Westchester, Nova York, que Trump possui há anos mas não conseguiu desenvolver comercialmente.

Veja, a seguir, todos os bens que a Trump Organization vendeu durante a gestão de Donald Trump na Casa Branca:

  • 1. Spring Creek Towers

    Localização: Brooklyn
    Venda: 4% de participação no conjunto habitacional subsidiado pelo governo federal
    Valor: US$ 33 milhões (estimativa)

    Fred Trump acumulou um enorme portfólio de imóveis, principalmente no Brooklyn e no Queens. Na época em que Donald Trump assumiu o cargo, quase tudo havia sido vendido. A maior parte restante, uma participação de 4% no enorme complexo habitacional, foi vendida pelos administradores da propriedade em 2018 por US$ 905 milhões. A operação, que de acordo com registros de propriedade exigiu a aprovação do Secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano de Trump, Ben Carson, colocou mais dinheiro nos bolsos do presidente do que qualquer outra venda durante seu mandato.

    Reprodução
  • 2. Lotes na Califórnia

    Localização: Rancho Palos Verdes
    Venda: 11 lotes
    Valor: US$ 23 milhões

    Desde 2017, a Trump Organization vendeu quase uma dúzia de lotes na encosta – situados ao lado do Trump International Golf Club Los Angeles, com vista para o Oceano Pacífico – por preços que variam de US$ 1,5 milhão a US$ 3,8 milhões. Os Trump ainda estão em processo de convencer os planejadores da cidade a aprovar a venda de outros 23 terrenos nas proximidades.

    Reprodução
  • 3. Trump International Hotel Las Vegas

    Localização: Las Vegas
    Venda: Mais de cinco dúzias de unidades de condomínio
    Valor: US$ 18 milhões

    A partir da propriedade mais ativa em termos de vendas durante os anos de presidência, a família e o parceiro comercial Phil Ruffin têm repassado discretamente unidades de condomínio na torre de 64 andares que adquiriram em 2008 perto da Vegas Strip. Os sócios venderam mais de cinco dúzias de estúdios e apartamentos de até três quartos, rendendo à Trump Organization cerca de US$ 18 milhões em receita pela metade dos negócios. As vendas diminuíram nos últimos anos, caindo de quase US$ 7 milhões em 2017 para US$ 4,4 milhões em 2019.

    Reprodução
  • 4. Trump Park Avenue

    Localização: Manhattan
    Venda: Uma cobertura
    Valor: US$ 16 milhões

    Apenas um mês após a inauguração, os Trump fizeram um acordo espantoso, vendendo a cobertura da Park Avenue, anteriormente ocupada por Jared Kushner e Ivanka Trump, para uma mulher chamada Angela Chen, que dirige uma empresa com supostas ligações com a inteligência militar chinesa. Angela pagou US$ 15,9 milhões – uma grande soma considerando que, apenas um ano antes, uma cobertura idêntica no andar de baixo foi vendida por quase US$ 2 milhões a menos. A Trump Organization disse à Forbes que o negócio “foi revisado e aprovado por um conselho de ética externo”. O presidente ainda possui 17 apartamentos no prédio que um dia foi um hotel – transformado em residência de luxo no início dos anos 2000 pelo magnata.

    Reprodução
  • 5. Mansão da Califórnia

    Localização: Beverly Hills
    Venda: uma casa de 501 metros quadrados
    Valor: US$ 13,5 milhões

    Em maio de 2019, Trump vendeu sua residência na Costa Oeste, uma mansão de cinco quartos e seis banheiros do outro lado do Sunset Boulevard do Beverly Hills Hotel, para uma empresa chamada Hillcrest Asia Ltd., que tem ligações com Hary Tanoesoedibjo. Conhecido como “Donald Trump da Indonésia”, Tanoesoedibjo é parceiro da Trump Organization em dois empreendimentos residenciais de luxo no sudeste asiático. Ele tem ambições políticas próprias: “Na América, você tem o bordão ‘Make America Great Again'”, disse ele à Forbes em 2017. “Aqui, ‘Make Indonesia Great Again’. É por isso que estou entrando na política.”

    Reprodução
  • 6. Trump Parc East

    Localização: Manhattan
    Venda: Três unidades de condomínio
    Valor: US$ 7 milhões

    Quando Trump assumiu o cargo, ele tinha 15 condomínios e cerca de 650 metros quadrados de espaço de varejo e armazenamento no prédio de 14 andares que ele controla desde os anos 1980. A Trump Organization vendeu três apartamentos em 2019, todos na faixa de US$ 2 milhões e para sociedades que protegem a identidade do comprador.

    Reprodução
  • 7. Armazéns da Carolina do Sul

    Localização: North Charleston, SC
    Venda: Um armazém
    Valor: US$ 4 milhões

    Trump acabou virando dono de um armazém em um parque industrial de North Charleston depois de resgatar seu filho Don Jr. de um mau negócio em 2014. O herdeiro e um grupo de investidores compraram o lugar como parte de um negócio de concreto pré-fabricado que eles esperavam que revolucionasse a construção de casas de baixo custo. O empreendimento nunca decolou, deixando Don Jr. e duas outras pessoas comprometidos com um empréstimo de US$ 3,65 milhões do Deutsche Bank. Dias antes do vencimento do empréstimo, Donald Trump comprou a dívida e executou a hipoteca da propriedade, tirando o filho do imbróglio. O presidente vendeu discretamente o prédio, que tinha um histórico de vazamentos no telhado e contaminação ambiental, em fevereiro de 2018.

    Reprodução
  • 8. Terras na República Dominicana

    Localização: República Dominicana
    Venda: Terreno
    Valor: US$ 3 milhões

    Em aparente violação da promessa de Trump de não fazer novos negócios estrangeiros enquanto estivesse cargo, a Trump Organization vendeu um pedaço de terra desconhecido para um comprador também desconhecido na República Dominicana em 2018. A propriedade provavelmente estava ligada a Cap Cana, uma área de resort onde o presidente já fechou um acordo a fim de licenciar sua marca para uma comunidade de propriedades luxuosas à beira-mar – até que a parceria azedou com a quebra do mercado imobiliário. Os Trump processaram seus parceiros, acusando-os de fraude. Eric Trump viajou para Cap Cana em fevereiro de 2017 e até posou para uma foto com seus ex-parceiros. “Estamos entusiasmados por trabalhar com a Trump Organization nas fases futuras do projeto”, disseram os ex-parceiros em um post nas redes sociais. Menos de um ano depois, no entanto, o clã do presidente vendeu o que parecia ser o único pedaço de terra que possuía ali.

    Reprodução
  • 9. Trump International Hotel & Tower Chicago

    Localização: Chicago
    Venda: Estacionamentos
    Valor: US$ 300.000 (estimativa)

    Donald Trump ainda possui 177 unidades residenciais e cerca de 138 vagas de estacionamento na garagem do arranha-céu. Enquanto ele estava no cargo, a Trump Organization vendeu uma série de vagas a preços que variam de US$ 30.000 a US$ 60.000 cada, um total estimado de US$ 300.000.

    Reprodução
  • 10. Imóveis residenciais na Virgínia

    Localização: Norfolk, VA
    Venda: 25% de participação em imóveis desconhecidos
    Valor: US$ 150.000

    Uma das menores participações do presidente em negócios, Trump entrou na Casa Branca com 25% em “imóveis residenciais” em Norfolk, Virgínia, por meio de uma entidade chamada Country Properties, LLC. Ele nunca revelou o que era o imóvel, embora provavelmente estivesse ligado a seu pai, que supostamente construiu 10% de todas as residências de guerra na área de Norfolk durante a Segunda Guerra Mundial. Quando a propriedade foi vendida, em abril de 2018, Trump recebeu US$ 150.000.

    Reprodução

1. Spring Creek Towers

Localização: Brooklyn
Venda: 4% de participação no conjunto habitacional subsidiado pelo governo federal
Valor: US$ 33 milhões (estimativa)

Fred Trump acumulou um enorme portfólio de imóveis, principalmente no Brooklyn e no Queens. Na época em que Donald Trump assumiu o cargo, quase tudo havia sido vendido. A maior parte restante, uma participação de 4% no enorme complexo habitacional, foi vendida pelos administradores da propriedade em 2018 por US$ 905 milhões. A operação, que de acordo com registros de propriedade exigiu a aprovação do Secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano de Trump, Ben Carson, colocou mais dinheiro nos bolsos do presidente do que qualquer outra venda durante seu mandato.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).