Governo vai reverter aumento de arrecadação em desoneração tributária, diz Guedes

REUTERS/Ueslei Marcelino
REUTERS/Ueslei Marcelino

A prioridade, segundo o ministro, é reduzir a tributação do PIS/Cofins incidente sobre combustíveis

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (5) que, com a recuperação econômica, o retorno ao superávit primário é uma “possibilidade aí à frente”, mas que o governo está decidido a reverter parte do aumento de arrecadação que já estaria em curso este ano em desoneração de tributos.

Em coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, Guedes disse que, mesmo que a arrecadação acima do previsto abrisse a possibilidade de o setor público fazer um déficit inferior aos 3% do PIB previstos para este ano, a opção vai ser por usar recursos adicionais para desonerar.

A prioridade, segundo ele, é reduzir a tributação do PIS/Cofins incidente sobre combustíveis, para ajudar os caminhoneiros.

Guedes disse que a ideia de compensar aumentos de arrecadação com medidas de desoneração está em linha com a política de responsabilidade fiscal. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).