Joias dadas a filha adotiva de Napoleão serão leiloadas pela Christie's

Denis Balibouse/Reuters
Denis Balibouse/Reuters

“Acho que a maior parte das joias originárias da corte francesa hoje já foram parar em museus ou em coleções muito importantes”, afirma representante do leilão

Um conjunto impecável de safira e diamante que pertenceu à filha adotiva de Napoleão Bonaparte será leiloado pela Christie’s em Genebra na semana que vem, em uma venda rara de objetos diretamente ligados ao imperador francês.

As joias remontam ao século 19, e acredita-se que foram um presente de casamento para Stéphanie de Beauharnais, que foi adotada por Napoleão e sua esposa, Joséphine de Beauharnais.

VEJA MAIS: Ilha grega que já foi de Aristóteles Onassis promete ser o próximo paraíso dos bilionários

“Acho que a maior parte das joias originárias da corte francesa hoje já foram parar em museus ou em coleções muito importantes”, disse Lukas Biehler, do departamento de joalheria da Christie’s.

“Ver uma aparecer no mercado vinda de uma família que realmente remonta a Napoleão é quase inédito… e acontece talvez uma vez por século”, disse ele à Reuters em uma exibição.

Os nove itens do conjunto, que estão sendo vendidos individualmente, incluem um colar e uma tiara adornados com safiras de minas do país hoje conhecido como Sri Lanka.

As joias estão estimadas em um total combinado que varia de US$ 471 mil a US$ 821 mil, de acordo com o catálogo do leilão, e estão entre os 144 lotes que serão postos à venda na próxima semana. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).